Leitura: Ex. 22, 22-24; Dt 15, 7-11.

Texto: Mc 12, 41-44       

 

Amados irmãos e irmãs,

 

Foi no início do ano, antes da crise, que tive uma boa conversa com alguns irmãos a respeito do texto que acabamos de ler: a história da viúva pobre. Falando sobre este texto aprendi algumas coisas:

  • Em muitas igrejas a viúva pobre serve como EXEMPLO de dedicação:

            “Seja como a viúva pobre, que deu as últimas moedas nas ofertas”.

  • Quando eu disse que ela deu TUDO o que tinha, surgiu uma dúvida: Será que isso quer dizer que nós também devemos dedicar TUDO o que temos ao serviço do Senhor? Os irmãos tinham dúvidas sobre isso, porque acharam que não pode ser assim, que devemos dedicar tudo para depois depender da diaconia.
  • Eu também tive as minhas dúvidas, e prometi que ia pregar sobre este texto.

 

Então, irmãos, hoje vamos ouvir mais sobre essa viúva pobre. E já posso dizer que ela deu TUDO que tinha. As palavras de Jesus não deixam nenhuma dúvida sobre isso. Todos os ricos deram DO QUE LHES SOBRAVA, mas ela, da sua pobreza, deu TUDO o que possuía para viver!! As duas moedinhas não eram o que lhe SOBRAVA, mas era TUDO. Todo capital que ela possuía para viver!!  Então, quem acha que ela serve como bom exemplo para nós, deve pensar duas vezes quando oferece a sua oferta à Igreja. Você é como os ricos que deram do que lhes sobrava, OU você é como a viúva, que deu TUDO o que possuía para viver!!

Quero que vocês pensem nisso! E tenho mais alguma coisa para pensar, pois todo mundo acha que a viúva se destacou no meio dos ricos, porque deu um bom exemplo de dedicação. Ótimo!

Agora eu pergunto. Porque ela é um bom exemplo? Porque...Para ler mais, clique aqui.