Natal no paraíso; a guerra entre a serpente e a mulher

Texto: Apocalipse 12

 

Irmãos,

Houve Natal no Paraíso? O que vocês acham? Adão e Eva conheciam a festa de Natal? Sim! Eles conheciam. Não como nós celebramos o dia de Natal. Mas, eles conheciam o Natal mais simples do mundo. Não houve um culto, nem uma bíblia como nós temos. Mas eles conheciam a essência do Natal. Eles tinham a promessa do Natal. Deus lhes contou em algumas palavras a essência do Natal. Ele disse:

 

Porei inimizade entre ti e a mulher,

E entre tua semente e a sua semente;

Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar.

 

Com estas palavras Deus prometeu a festa de Natal. Pois a festa de Natal é a festa da mulher; A festa da sua semente. É a festa da vitória. A vitória sobre a serpente, a vitória sobre a semente da serpente. No dia de Natal a mulher dará à luz um filho que vai ferir a cabeça da serpente.

Mas antes disso, muitas coisas acontecerão. Antes disso haverá um conflito profundo. Haverá inimizade; haverá guerra. Entre a serpente e a mulher. Entre a descendência da mulher e a descendência da serpente.

Inimizade nas gerações. Não por um momento, mas por muito tempo. Uma inimizade eterna. Em todas as gerações. Adão e Eva e os seus descendentes vão experimentar isso. Uma inimizade forte, um ódio profundo, do lado da serpente.

Quem é a serpente? Nós não lemos nada sobre isso nos primeiros capítulos da bíblia. Isso é explicado nos últimos capítulos da bíblia. No livro de Apocalipse. Em Apocalipse 12 encontramos de novo uma mulher e a serpente. A serpente do início cresceu bastante. Ela atingiu o seu crescimento máximo: a serpente se tornou num dragão. Em Apocalipse 12,9 João nos...Para ler mais, clique aqui.

Nós usamos cookies!

Ao utilizar este site, você concorda que este site coloca cookies no seu dispositivo. Um cookie é um pequeno arquivo de texto que o site usa para fazer a função do website e tornar sua visita eficiente.

Clique no contrato para um site totalmente funcional ou veja os detalhes na página de detalhes antes de concordar.