Domingo 16b CdH

P. 44. Por que se acrescenta: “desceu ao inferno”?

R. Porque meu Senhor Jesus Cristo, sofre, principalmente na cruz, inexprimíveis angústias, dores e terrores. Por isso, até nas minhas mais duras tentações, tenho certeza de que ele me libertou da angústia e do tormento do inferno.

Texto: 1 Pedro 3: 18-22
Leitura: Domingo 16b

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Hoje vamos falar sobre o inferno. Isso não é um assunto que tocamos regularmente uns com os outros; e não é um assunto sobre o que os nossos
pastores pregam regularmente. Há outras igrejas onde os pastores pregam regularmente sobre a condenação e o inferno, mas aqui não. Nas nossas
igrejas os membros pensam, sim, sobre esses assuntos, mas não falam muito sobre isso. Não é diretamente uma realidade na nossa vida. O céu e o inferno existem no horizonte da nossa vida.

Somente por causa disso já é bom que falemos especialmente sobre este assunto. Não dá para negar este assunto ou para esquecer que o inferno
existe. Há pessoas que dizem que o inferno não existe, mas o nosso Senhor Jesus Cristo fala sobre isso. Para Jesus o inferno existia realmente: ele falou sobre isso, ele avisou contra isso, ele viu o poder do inferno em redor dele, ele viu o poder do inferno aqui na terra, e ele lutou contra isso. Jesus Cristo falou sobre isso e por causa disso a igreja de Cristo não pode ficar calada; é por causa disso que a igreja fala sobre isso nesta confissão, dizendo que ‘Jesus Cristo desceu ao inferno’. Hoje queremos descobrir o que isso quer dizer, pois não é tão fácil para entender.

O significado da descida de Cristo ao inferno:

1) Na história da igreja;
2) Nas suas mais duras tentações.

O significado da descida de Cristo ao inferno na história da igreja

Irmãos, esta parte é a mais complicada do nosso credo apostólico. Por causa dela havia muitas discussões na história da igreja. Há muitas opiniões
diferentes sobre esta parte da doutrina. ... Para ler mais, clique aqui.