Skip to content

Berichten getagd ‘Aliança’

Os sacramentos são sinais das promessas de Deus.

T: Efésios 5, 4-33

L: Domingo 25 CdH

             

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Nas semanas que vêm quero pregar sobre OS SACRAMENTOS: o batismo e a santa-ceia. É bom falar sobre o uso certo dos sacramentos, pois existem muitas diferenças entre as igrejas a respeito disso. A Igreja Católica trata os sacramentos como se tivessem um poder mágico; as Pentecostais desprezam os sacramentos; há ogrejas evangélicas que se recusam a usá-los, dizendo que não precisamos deles; o Exército da Salvação, que trabalha muito na área social, no meio dos pobres, não administra os sacramentos; não querem saber de nada sobre isso, pois acham que os sacramentos causaram muitas brigas entre as igrejas e entre os crentes.

E neste ponto eles têm razão, mas o problema não está nos santos sacramentos que Cristo nos deu, e sim nas pessoas impuras, que desprezaram as coisas santas. O sacramento é bom, mas muitas pessoas o tratam mal. Deus nos deu os sacramentos e devemos honrá-los; e faremos isso se entendermos POR QUE Deus nos deu estes sacramentos.

Vou mostrar isso com um exemplo simples que todo mundo pode entender. Vou comparar o sacramento com um anel. O anel de casamento. Este anel tem um certo valor. Não estou falando sobre o valor de ouro desse anel; pois ele vale mais do que o ouro pode me dar. Este anel é um SINAL e um SELO da aliança que foi feita entre mim e a minha esposa. No dia do nosso casamento fizemos uma aliança. Eu e ela. E nós fizemos promessas naquele dia. Prometi ser fiel a ela. Em todos os dias da minha vida. Nos dias bons e nos dias ruins. Na riqueza e na pobreza. Na saúde e na doença. Este anel me lembra daquele momento, pois dentro dele está gravado o nome da minha esposa, o dia do nosso noivado e o dia do nosso casamento.

Assim o anel funciona com um SINAL. O anel me lembra do dia do meu casamento. O anel me lembra das promessas da minha esposa; me lembra do amor dela. Um sinal e um SELO; pois no fim da cerimônia nós trocamos os anéis. Eu dei um a ela e ela me deu outro igual. Dois anéis iguais que fecharam e marcaram a cerimônia da nossa aliança.

Agora, irmãos, uma pergunta. Por que os casais trocam anéis? Não pode fazer essa cerimônia sem anéis? Sim, pode! Mas todo mundo vai sentir falta da troca de anéis, pois o anel tem um certo valor. Um casamento sem anel é como uma festa sem bolo. Um churrasco sem carne. Faz parte do casamento. O anel é o SINAL e o SELO do casamento.

Pois se um homem vai passear sozinho e, antes disso, ele tira o anel e o coloca em sua carteira, todo mundo vai pensar algo. Por que ele não quer andar com es...Para ler mais, clique aqui

O arrependimento de Deus no contexto da aliança

Texto: Amós 7, 3

Leitura: Amós 7, 1-9

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Nos versículos 3 e 6 do capítulo sete de Amós lemos sobre o arrependimento de Deus. Deus preparou uma praga para castigar Israel, mas o profeta suplicou para que não fizesse isso. Então, o Senhor se arrependeu disso e disse: não acontecerá.

A pergunta é: como é possível? Deus pode se arrepender de alguma coisa? A Bíblia não disse que em Deus não pode existir variação ou sombra de mudança? (Tiago 1: 17) Ele não é imutável? Então como é possível que Deus se arrependeu e disse: não acontecerá?  Vamos dar atenção a esta questão, lendo esta palavra de Amos no grande contexto da Bíblia, especialmente no contexto da aliança de Deus.

 

O arrependimento de Deus explicado no contexto da Aliança

A aliança tem dois lados:

1) O arrependimento para a maldição;

2) O arrependimento para a benção;

 

Tudo o que acontece com o povo de Deus na antiguidade está no contexto da aliança que Deus fez com o patriarca Abraão. Lemos sobre isso em Gênesis 17. Deus fez uma aliança com Abraão e com toda a sua descendência. Naquela ocasião Deus prometeu que Ele seria o aliado de Abraão e de toda sua família; Deus ajudaria o seu filho, Isaque, e o neto, Jacó, e os bisnetos etc. Toda família de Abraão. Toda Israel.

Deus prometeu isso e cumpriu essa promessa, quando Israel estava no Egito. O povo estava sofrendo na casa da servidão e chorou e orou pedindo socorro. E Deus se lembrou da aliança que fez com Abraão, com Isaque e com Jacó (Êx. 2: 24); Ele viu os filhos de Israel e os ajudou. O livro de Êxodo fala sobre isso: Sobre o Êxodo do Egito, sobre a viagem no deserto, sobre a renovação da aliança no monte... Para ler mais, clique aqui.

A importância da aliança: a benção e a maldição da Aliança

Baixar sermão

Texto: Êxodo 4: 18-26         

Leitura: Gen. 17: 1-4 & Hebr. 10: 26-39

 

Queridos irmãos de Jesus Cristo,

O texto que escolhi hoje é um pouco esquisito. O que acontece é estranho: O Senhor apresenta-se de uma maneira rigorosa e inesperada. É a primeira vez que vimos o Senhor com raiva. Pronto para matar Moisés.

Lendo o contexto, a situação fica ainda mais complicada. Pois o que aconteceu? Em Êxodo 3 lemos como Deus chamou Moisés para libertar Israel. Deus chamou a sua atenção pela sarça, que estava queimando. A sarça estava queimando, mas não era consumida. O fogo continuou aceso e não cessava. Moisés viu isso e, quando ele se aproximou, ele descobriu que o Senhor estava ali: o Deus de Abraão.

O Senhor lhe contou que tinha visto a miséria de Israel no Egito e queria ajudá-los. Ele ia libertá-los e Moisés foi escolhido para fazer isso. Ele devia visitar o Faraó e pedir a liberdade de Israel. Moisés não queria, mas Deus insistiu. Ele deixa bem claro que ele não estaria sozinho. Deus irá com ele. Será o seu aliado, dará poder a Moisés para fazer grandes milagres e vai o ajudar no falar. Moisés recebeu todo apoio de Deus. Então, finalmente, Moisés concordou. Ele se preparou para viajar; junto com a sua família: a sua mulher e os seus filhos.  Esta viagem é perigosa; mas Deus vai com Moisés. Ele irá protegê-lo; é o seu aliado fiel.

Então, Moisés viajou todo dia; até à noite. Pois, durante a noite, ele não podia viajar devido à escuridão. Então ele parava para dormir. Mas o que aconteceu? Uma coisa horrível aconteceu, irmãos. Enquanto ele estava dormindo, chegou o seu grande amigo, o seu poderoso aliado, o seu Senhor… e ele o atacou …Para ler mais, clique aqui.

Nós usamos cookies!

Ao utilizar este site, você concorda que este site coloca cookies no seu dispositivo. Um cookie é um pequeno arquivo de texto que o site usa para fazer a função do website e tornar sua visita eficiente.

Clique no contrato para um site totalmente funcional ou veja os detalhes na página de detalhes antes de concordar.

Scroll To Top