Berichten getagd ‘Amor de Deus’

Os mistérios do amor de Deus.

Texto: João 3, 16

Leitura: João 3, 1-16

 

Queridos irmãos,

O nosso texto é muito conhecido, pois muitas vezes ele é usado para mostrar o conteúdo da bíblia. O texto é este: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3,16 é considerado como um resumo excelente do evangelho. Muitas pessoas usam este texto assim e - como sempre - quando usamos alguma coisa muitas vezes as cores empalidecem.

Este perigo existe também se usamos um texto da bíblia muitas vezes. No final pensamos que já sabemos o que o texto quer dizer. E o texto, que funciona como sal na comida, perdeu o seu sabor para a nossa vida. Provavelmente todos aqui conhecem o nosso texto e até pensam que conhecem este texto muito bem! Mas será que isso é verdade? O próprio contexto já nos mostra que devemos ter cuidado com tal auto-avaliação. Porque existem vários níveis de conhecimento: podemos conhecer alguma coisa superficialmente ou profundamente.

Observem, por exemplo, esta conversa entre Nicodemos e Jesus. Nicodemos começou a dizer em vs. 2: “Rabi, bem sabemos que és mestre, vindo de Deus...”. Ele achou que tinha ‘conhecimento’. Mas depois disso Jesus fez algumas perguntas e mostrou que ele não sabia NADA. Jesus concluiu em vs. 10: “Como é? Tu és mestre de Israel, e não sabes disto?”. E logo em seguida Jesus diz: “Na verdade, te digo nós dizemos o que sabemos”.

Nesta conversa o conhecimento superficial do teólogo Nicodemos está em contraste com o conhecimento profundo e profético de Jesus. O conhecimento do pastor Nicodemos não se compara com o conhecimento do supremo profeta Jesus. O ministro da palavra é menor do que o mestre Jesus...Para ler mais, clique aqui.

O amor do nosso Deus é infinito

Texto: João 3, 16

Leitura: João 3, 1-16

 

Queridos irmãos,

O nosso texto é muito conhecido, pois muitas vezes ele é usado para mostrar o conteúdo da bíblia. O texto é este: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3,16 é considerado como um resumo excelente do evangelho. Muitas pessoas usam este texto assim e - como sempre - quando usamos alguma coisa muitas vezes as cores empalidecem.

Este perigo existe também se usamos um texto da bíblia muitas vezes. No final pensamos que já sabemos o que o texto quer dizer. E o texto, que funciona como sal na comida, perdeu o seu sabor para a nossa vida. Provavelmente todos aqui conhecem o nosso texto e até pensam que conhecem este texto muito bem! Mas será que isso é verdade? O próprio contexto já nos mostra que devemos ter cuidado com tal auto-avaliação. Porque existem vários níveis de conhecimento: podemos conhecer alguma coisa superficialmente ou profundamente.

Observem, por exemplo, esta conversa entre Nicodemos e Jesus. Nicodemos começou a dizer em vs. 2: “Rabi, bem sabemos que és mestre, vindo de Deus...”. Ele achou que tinha ‘conhecimento’. Mas depois disso Jesus fez algumas perguntas e mostrou que ele não sabia NADA. Jesus concluiu em vs. 10: “Como é? Tu és mestre de Israel, e não sabes disto?”. E logo em seguida Jesus diz: “Na verdade, te digo nós dizemos o que sabemos”.

Nesta conversa o conhecimento superficial do teólogo Nicodemos está em contraste com o conhecimento profundo e profético de Jesus. O conhecimento do pastor Nicodemos não se compara com o conhecimento do supremo profeta Jesus. O ministro da palavra é menor do que o mestre Jesus...Para ler mais, clique aqui.

Nós usamos cookies!

Ao utilizar este site, você concorda que este site coloca cookies no seu dispositivo. Um cookie é um pequeno arquivo de texto que o site usa para fazer a função do website e tornar sua visita eficiente.

Clique no contrato para um site totalmente funcional ou veja os detalhes na página de detalhes antes de concordar.