T. Gênesis 6,1-4
L. Lucas 17,20-37

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

Em Lucas 17 o nosso Senhor Jesus fala sobre o futuro, sobre os últimos dias. E ele faz uma comparação com os primeiros dias da história deste mundo. O final da história será igual ao início da história. A pré-história antes do Grande Dilúvio nos revela algumas coisas sobre o final da história antes do dia Final.

Pensando nisso, vamos observar os últimos dias antes do dilúvio para ter mais clareza sobre os últimos dias antes do Dia do Senhor. E pensando sobre isso, queria fazer uma pergunta. Essa pergunta: o que aconteceu com a igreja antes do dilúvio? Por que somente Noé e a sua família, somente oito pessoas, foram salvos? Em Gênesis 5 nós lemos que Adão, Sete, Enos e os seus netos e bisnetos chegaram a idades de mais de oitocentos anos, gerando filhos e filhas, mas no final,só sobraram oito pessoas: Noé e a sua família. O que aconteceu com o resto da santa família de Adão? O que aconteceu com o povo de Deus, que vivia antes do dilúvio?

Gênesis 6, 1-4 fala sobre isso, irmãos. Gênesis 6,1-4 nos conta em poucas palavras o drama que aconteceu na santa família de Adão. Gênesis 6,1-4 explica isso e fala sobre a corrupção do casamento na igreja antes do dilúvio. A corrupção do santo casamento causou a destruição da igreja e a destruição do mundo inteiro antes do dilúvio.

Vamos observar isso de perto. Vamos primeiro observar o contexto: Gênesis 5. Gênesis 5 nos apresenta a genealogia de Adão. Quer dizer, uma parte dessa genealogia. A parte boa. A parte ruim foi apresentado em Gênesis 4, que fala
sobre os descendentes de Caim. Caim e a sua família se afastaram de Deus. Caim se afastou da família dos seus pais e criou uma sociedade, que era diferente. Afastados... Para ler mais, clique aqui.

T: Gên. 5, 28-32; 6, 5-22

L: Domingo 1 CdH

 

 Querida congregação, que pertence a Cristo Jesus!

 

Várias coisas se repetem em nossas vidas. Muitas pessoas gostam disso, pois elas gostam de uma regularidade, de uma ordem. Isso lhes dará o sentido de segurança; isso lhes dará conforto. Por exemplo, o seu aniversário! Todos os anos se comemora esse dia novamente. Muitas pessoas gostam desse dia! O aniversário é um dia de alegria. Para outras pessoas, não. Por que não? Porque as pessoas se reconhecem nesse dia; olham no espelho e observam o desenvolvimento ou a decadência de sua vida.

Cada aniversario é um ponto na estrada da sua vida. Ao lado da estrada existem marcos quilométricos, que nos informam sobre o progresso que fizemos. Assim, também, cada aniversário nos informa sobre o progresso da nossa vida. Em cada ano esse dia se repete, mas cada ano ele é diferente, porque a nossa vida mudou. O aniversário é como um refrão, que se repete; um refrão no cântico da nossa vida.

Hoje vamos ouvir outro refrão. Mais uma vez vamos ouvir a pregação do Catecismo; mais uma vez começamos no início do catecismo. Então, de certa forma, isso significa um aniversário. Hoje comemoramos o aniversário do Catecismo. E cada vez se repete o refrão do catecismo: EU SOU DE CRISTO; EU PERTENÇO A CRISTO! Essa é a minha única consolação nesta vida! Domingo 1 é o refrão que caracteriza o louvor da nossa vida: SOU FELIZ COM JESUS, MEU SENHOR! Esse refrão é o tema do sermão:

SOU FELIZ COM JESUS, MEU SENHOR!

 

Irmaõs, o cântico da nossa vida não começa no dia do nosso aniversário, mas antes disso: no dia do nosso nascimento! Temos um bom exemplo disso no AT! Veja Gênesis 5, 25-29! A história de Lameque! Lameque vivia depois da queda e antes do dilúvio. Ele viu a decadência depois da queda, mas ele via também a obra de Deus em sua vida. Ele confiava no Senhor e sabia que Deus tem um plano para a nossa vida. Então, quando nasceu o primeiro filho na casa dele, ele o deu um nome prometedor, que soa como o nosso refrão: NOÉ! FILHO DA CONSOLAÇÃO! Por meio desse filho Deus daria consolação. CONSOLAÇÃO, esse é o refrão do cântico da vida de Noé....Para ler mais, clique aqui.