Texto: Deuteronômio 24: 1-4

Leitura: Mateus 5 e 19

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Existem muitos casais, que são casados pela segunda vez. E a pergunta é: este segundo casamento é legítimo? Porque existem pessoas que dizem que o homem não pode se casar de novo. Depois do divórcio, o homem ou a mulher deve ficar sozinho.

Então, por um lado, observamos uma prática liberal em nosso país: mais do que a metade dos casamentos terminam em divórcio e, depois disso, os divorciados buscam uma outra pessoa e se casam de novo. E por o outro lado ouvimos algumas outras pessoas mais rigorosas dizer: o divórcio é pecado; e o segundo casamento também! Existem opiniões extremas, que causam confusão. Observando isso é bom pegar a Palavra de Deus e buscar uma resposta.

Neste caso, seria bom começar a falar sobre o objetivo do casamento (Gênesis 2) ou sobre o sétimo mandamento (não adulterarás), que protege o casamento; mas não vou fazer isso; observaremos um texto que fala sobre o divórcio. Um texto da lei de Moisés, que fala sobre a possibilidade de se divorciar.  Este texto causou bastante polêmica no meio do povo de Deus. Até os Fariseus, os mestres da lei, discutiram sobre esta lei de Moisés com o nosso mestre Jesus Cristo. E a questão é essa: Jesus Cristo anulou a lei de Moisés que fala sobre a ata de divórcio? Deuteronômio 24, 1-4 ainda é válido? A ata de divórcio ainda é válida na igreja de Cristo? Ou devemos concluir que Jesus Cristo proibiu o divórcio?

 

Vamos, em primeiro lugar, ler a Palavra de Deus que encontramos em Deuteronômio 24, 1-4:

“Quando um homem tiver tomado uma mulher e consumado o matrimônio,

Mas esta logo depois não encontra mais graça a seus olhos,

Porque viu nela algo de ...Para ler mais, clique aqui.