T: Marcos 9, 38-40

L: Marcos 9, 33-41

 

Queridos irmãos e irmãs,

 

Já desde o início existe um mal dentro da igreja de Cristo, que era difícil eliminar. Este mal se chama arrogância, o desejo de ser o maior, o desejo de ser servido, atitudes de homens soberbos, que pensam em si mesmos; que pensam que todo mundo anda em redor deles mesmos; que acham que têm melhor conhecimento das coisas, que mandam nos colegas e excluem os que ameaçam a sua posição de líder.

Qualquer grupo, qualquer sociedade, sofre por causa disso. Se tiver uma reunião qualquer de dez ou mais pessoas, que devem discutir um assunto, com certeza haverá uma pessoa no meio delas que quer ser líder. Um tipo de Pedro, que toma a iniciativa de discutir alguma coisa, que é o primeiro a dar a sua opinião; que representa a opinião dos outros ou que é mais rigoroso que os outros. Uma pessoa que quer guiar os outros numa certa direção. Sempre tem uma ou mais pessoas que são assim. Algumas são líderes naturais, outras foram criadas assim. Elas gostam de ser servidas e de manipular as pessoas em redor delas.

O grupo dos doze apóstolos sofreu, também, por causa disso. O nosso texto nos revela como os doze discípulos estavam discutindo a questão de quem era o maior. Jesus os chamou à parte, quando chegou em casa, e os perguntou: De que é que discorríeis pelo caminho? E os discípulos guardaram silêncio. Eles não responderam. Provavelmente, porque o assunto era sensível e eles não queriam que o Senhor conhecesse o desejo que estava no coração deles.

Então, eles ficaram calados, como um grupinho de crianças que estavam brigando e não querem dizer à professora qual foi o motivo da briga, sabendo que estavam errados. Mas ...Para ler mais, clique aqui.

Texto: Marcos 9, 49-50

Leitura: Mateus 5,13-16 e Mc. 9, 33-50

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

Vós sois o sal da terra!”, disse Jesus aos seus discípulos! “Vós sois a luz do mundo!”.

Não existem palavras que expressam melhor o importante papel dos cristãos neste mundo! Nós somos o sal DA TERRA; e a luz DO MUNDO! Cristo Jesus teve uma grande expectativa pensando no papel da sua igreja aqui na terra; mas ele também disse: ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para ser lançado fora, ser pisado pelos homens! Isso é um aviso. Tenha cuidado que isso não aconteça! Vós sois o sal da terra!

Jesus disse isso no início das suas aulas. E num certo momento ele repetiu essa mensagem. Exatamente num momento em que o sal começou a ser insípido. Ele repetiu a sua mensagem quando ouviu que os seus discípulos estavam discutindo a questão: quem deles era o maior!

Jesus reagiu logo e parece que queria lhes dizer: eu não disse? Ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para lançado fora, ser pisado pelos homens! Então, Tende sal em vós mesmos e paz uns com os outros! Essa é a mensagem para todos os discípulos de Jesus. Tanto para os antigos, como também para nós, hoje. Eu lhes prego a palavra de Deus, que diz:

 

TENDE SAL EM VÓS MESMOS E PAZ UNS COM OS OUTROS!

  1. O contexto dessa exortação;
  2. O significado dessa exortação;
  3. A atualidade dessa exortação.

 

  • O Contexto dessa exortação

Em primeiro lugar observaremos o contexto maior, irmãos:

O nosso texto faz parte de uma lista de tarefas de casa para os alunos de Jesus.

Prestem atenção: cada vez que Jesus anunciou a sua morte, ele deu uma lista de tarefas de casa aos seus discípulos. Uma lista que eles deviam cumprir em sua ausência. Cristo ensinou os seus discípulos a segui-lo de tal maneira que eles podiam apresentá-lo às pessoas enquanto Ele mesmo não estivesse presente. Então essas dicas são as últimas palavras do Mestre aos seus alunos.

O primeiro anúncio foi feito em Mc. 8,31-33, e logo depois Jesus explicou aos discípulos como devem segui-lo (8,34-9,1), dizendo: “tome a sua cruz e siga-me”. Assim é a vida cristã: sofrer e ter uma vida santa neste mundo;

O segundo anúncio foi feito em Mc. 9,30-32, e logo depois seguiam ...Para ler mais, clique aqui.