Texto: Filipenses 2: 12-18

 

Queridos irmãos,

Às vezes acontecem coisas ruins na nossa vida e nós não sabemos o porquê. Existem certos momentos em que nós só sentimos a miséria e a tristeza. Só depois de muito tempo podemos ver os efeitos positivos daquele momento desagradável.

Como aqui no caso de Paulo. Paulo está na prisão. E da prisão ele manda uma carta à congregação de Filipe. Uma carta com muitas boas palavras e com muitas exortações. Uma carta que edificou e exortou muitas igrejas. Imaginem que Paulo não estivesse na prisão; ele também não teria escrito esta carta. Mas Deus queria que isso  acontecesse. E assim Deus providenciou esta carta para nós.

Então, como já disse: Paulo estava ausente. Ele estava na prisão. Ele não podia visitar a igreja de Filipe. Por causa disso ele mandou uma carta, pois ele quer exortar a congregação. Ele quer que eles fiquem firmes na fé. Os irmãos não devem perder a esperança. Por causa disso ele falou sobre Jesus Cristo.

Ele mostra em primeiro lugar que os irmãos não devem ficar assustados ouvindo que o seu missionário está na prisão. Isso faz parte da vida cristã. Cristo mesmo nos deu um exemplo.  E todos nós devemos seguir o exemplo de Cristo, que se humilhou, tornando- se obediente até a morte.  Paulo seguiu o exemplo de Jesus e por causa disso ele está na prisão. E ele quer que os irmãos continuem no caminho atrás de Jesus Cristo. Seguindo e exemplo de Jesus Cristo. Eles também devem ser obedientes. Não somente na presença de Paulo, mas também na ausência dele. Eles devem continuar! A salvação depende disso! Isso tem a ver com a obra do Espírito de Deus na nossa vida. Aqui se trata da obra da santificação.

Paulo trabalhou como...Para ler mais, clique aqui.

Texto: I Coríntios 6: 19-20      

Leitura: I Co 6: 12 – 7: 9

                              

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

A sexualidade é uma coisa importante na vida. Cada pessoa está ligada com isso. Crianças e adultos. Crianças crescem e descobrem cada vez mais a diferença de sexo. A primeira menstruação é um momento chocante na vida duma moça; e a primeira ejaculação dum rapaz também. Desde aquele momento a vida muda. Adolescentes descobrem o seu sexo e estão muito ligados com a sexualidade. Eles querem namorar e não pensam nas consequências. Os pais se preocupam sobre isso. E também os pais são ligados com a sexualidade.

No início do casamento a vida sexual floresce, mas depois de algum tempo isso diminui. O homem quer, mas a mulher está cansada. Ou a mulher quer e o homem está cansado. Se acontecer uma vez, isso não dá problemas, mas se acontecer regularmente, pode dar. Causa irritação aos dois lados. É um motivo para brigas. Há homens que procuram o sexo fora de sua casa quando a própria mulher não lhe dá satisfação. Adultério, prostituição. Tudo isso acontece neste mundo.

Mas qual deve ser a posição dos cristãos a respeito dessas coisas? Como vocês tratam esses assuntos, irmãos? Como está com a sua vida sexual? Como você trata o seu corpo? E o corpo do seu parceiro? O corpo do seu parceiro é importante?

Como controlar os seus desejos? O seu desejo por comidas, por bebidas, por drogas, por carinho, por amor, por sexo? Como tratar esses desejos? Devemos sempre obedecer aos desejos da carne? Devemos sempre satisfazer os nossos desejos? De qualquer maneira?

Devemos fazer isso? Podemos fazer isso? Somos livres para fazer o que desejamos?

Muitas pessoas pensam assim; e às vezes as pessoas reagem assim. Adolescentes contra os seus pais; adultos...Para ler mais, clique aqui