Leitura: Domingo 31 CdH

Texto: Mateus 23

Amados irmãos e irmãs,

Os Domingos 30 e 31 protegem o acesso à Santa Ceia, para que a ceia seja santa!

Os guardas da santa ceia devem saber que os incrédulos e ímpios não podem participar, nem os pecadores impenitentes E os Hipócritas!

Quem são esses hipócritas? Quem já viu um hipócrita? Isso é difícil de dizer, irmãos. Ele pode estar sentado bem perto de você, talvez até ao seu lado, mas você não sabe.

O hipócrita parece como ovelha, semelhante às outras ovelhas, mas por dentro ela é diferente. Como? O que é um hipócrita? Vamos acender a lâmpada das escrituras para descobrir o que é um hipócrita. Vamos ouvir o testemunho de Deus

Em primeiro lugar: por meio de dois profetas, Isaías e João Batista;

Em segundo lugar: por meio do nosso Supremo Profeta, Jesus;

Em terceiro lugar: por meio do apóstolo Pedro;

Vamos ouvir o profeta Isaías. Isaías (29:13) não usa a palavra hipócritas, mas oferece uma boa descrição. Ele falou: O Senhor disse: Visto que este povo se aproxima de mim e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim, e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, que maquinalmente aprendeu.  Então, de fora, parecem santos, mas por dentro, não são.

Santarrões e Santarronas! Hipócritas!

João Batista (Mt 3, 2 e 7) foi o último profeta do Antigo Testamento; ele preparou o caminho do Senhor e disse às pessoas: Arrependei-vos, porque está próximo o Reino de Deus! Vendo ele, porém, que muitos fariseus e saduceus (homens santos e respeitados) vinham ao batismo, disse-lhes: Raça de Víboras, quem vos induziu a fugir da ira de vindoura? Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, pois a árvore que não...Para ler mais, clique aqui.

 

Texto: João 15: 18-25           

 

Queridos irmãos em Cristo,

Vocês sabiam que o Evangelho de João foi um dos últimos livros do Novo Testamento? O apóstolo João foi o último apóstolo que morreu. Ele ficou muito velho. Tão velho, que as pessoas pensavam que o apóstolo João não ia morrer.

No fim do evangelho lemos uma informação sobre isso (João 21: 23), dizendo que se tornou corrente entre os irmãos o dito de Jesus que aquele discípulo não morreria; mas Jesus não tinha dito isso; ele dissera: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa?” João mesmo fala sobre isso e refuta a ideia da sua imortalidade. Mas ele ficou muito velho.

João era o único apóstolo que conhecia a história da igreja do primeiro século. Ele conhecia a história de Jesus, a ressurreição e como Jesus subiu ao céu. João estava lá em Jerusalém quando o Espírito Santo desceu no dia de Pentecostes. Ele encontrou Paulo e ouviu sobre as suas viagens missionárias; viu a igreja crescer, mas experimentou também as perseguições que vieram depois. As perseguições pelos Judeus, em Jerusalém e em vários outros lugares. A resistência dos Judeus contra o evangelho de Jesus Cristo. Como eles expulsaram os apóstolos das sinagogas. Talvez ele tenha visto como Estevão foi apedrejado pelos Judeus; e como o Rei Herodes assassinou o seu irmão Tiago (Atos 12) e perseguiu a Pedro. A igreja foi espalhada pelo mundo inteiro.

E depois das perseguições dos Judeus, chegaram às perseguições dos Romanos. Com certeza João ouviu as historias horríveis de Pedro e Paulo, que morreram em Roma. Pedro foi crucificado e queimado e Paulo morreu pela espada. Eles pegaram João também e o condenaram a exílio na ilha de Patmos onde João teve as suas...Para ler mais, clique aqui.

T: João 15: 1-8

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

 

Introdução da parábola;

O Capítulo 15 do Evangelho de João é um dos textos bonitos na Bíblia que explica muito bem como somos unidos com Jesus Cristo em amor fraternal, como membros de um só corpo; e como devemos mostrar este amor uns aos outros.

Jesus Cristo mesmo explicou isso aos seus discípulos. Ele usou o exemplo de uma videira e disse: “Eu sou a verdadeira videira. [-] Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele produz muito fruto; porque, sem mim, nada podeis fazer”. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim”.

            O exemplo que Jesus usa é simples e poderoso. É bem claro o que ele quer dizer.  A nossa vida eclesiástica só existe em comunhão com ele; e somente podemos produzir frutos em comunhão com ele. A parábola da videira serve para explicar o mistério da comunhão com Cristo e do sucesso da igreja  Jesus mesmo disse em vs. 13: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”.  Cristo fez isso. Ele nos mostrou o amor dele. E ele quer que sejamos afetados pelo amor dele. O amor de Cristo deve dominar a nossa vida; O amor de Cristo deve governar os nossos atos; O amor de Cristo deve produzir frutos na nossa vida. Frutos de amor. A uva está cheia do líquido que vem da videira; da mesma maneira o cristão está cheio do amor, que vem de Cristo.

Agora, como já disse, a parábola da videira explica o sucesso da igreja. Uma igreja que vive em comunhão com Cristo de acordo com o exemplo...Para ler mais, clique aqui.