Skip to content

Catecismo

Façam o bem, enriqueçam em boas obras

 

Domingo 42 CdH

P. 111: O que Deus ordena no oitavo mandamento?

R.: Devo promover, tanto quanto possível, o bem do meu próximo e tratá-lo como quero que os outros me tratem. Além disso, devo fazer fielmente meu trabalho para que possa ajudar ao necessitado.

Texto: 1 Timóteo 6: 3-10

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Eu li uma certa vez no Jornal Gazeta de Alagoas que um habitante de Maceió se tornou um milionário. Ele participou da Mega-Sena e ganhou mais de dois milhões de Reais! Depois disso, alguns irmãos me perguntaram se um crente poderia participar de tal coisa, a Mega-Sena ou outro tipo de loteria. Meditando sobre esta pergunta, eu devo dizer: NÃO! Um cristão não pode participar deste tipo de jogo. Até mesmo se ele for doar 10% ou mais à igreja. Parece-me que este tipo de jogo não está em concordância com a palavra de Deus. Não está em concordância com o oitavo mandamento, nem com o décimo mandamento.

Talvez uma pessoa pense: Mas isso não é um assunto diferente? O sermão não é sobre o oitavo mandamento? Quem joga, furta? Não, não é assim. Quem joga não é um ladrão, mas ele não vive conforme a vontade de Deus. Pois o que Deus quer com este oitavo mandamento? Ele quer proteger a nossa vida, também os nossos bens. Ele quer nos proteger contra ladrões e ele quer nos ensinar para não sermos ladrões, mas para ganhar a nossa renda duma...Para ler mais, clique aqui.

A igreja de Cristo é chamada para andar em amor como filhos do PAI

 

Domingo 40 CdH

P. 105. O que Deus exige no sexto mandamento? R. Eu não devo desonrar, odiar, ofender ou matar meu próximo, por mim mesmo ou através de outros. Isso não posso fazer nem por pensamentos, palavras ou gestos e muito menos por atos. Mas devo abandonar todo desejo de vingança, não fazer mal a mim mesmo ou, de propósito, colocar-me em perigo. Por isso as autoridades dispõem das armas para impedir homicídios.

Texto: Efésios 4, 1-3

Leitura: Domingo 40 CdH

Queridos irmãos,


O sexto mandamento diz: não matarás. Mas Jesus disse (Mt. 5,22): “ Eu, porém, vos digo que todo aquele que se irar contra seu irmão, estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito ao julgamento do tribunal; e quem lhe chamar ‘Tolo!’ estará sujeito ao inferno de fogo”. Jesus nos ensinou que o sexto mandamento não somente fala contra o ato de assassinar uma pessoa; mas também contra uma ofensa ou um palavrão. Tudo isso é proibido. Jesus vai até o fundo do nosso coração e condena toda manifestação de ódio que guardamos no nosso coração. A lei de Deus proíbe isso e nos ensina a AMAR UM AO OUTRO.

Em Mateus 5, 43 Jesus disse: "Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. EU, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; desse modo vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque Ele faz nascer o seu sol igualmente sobre maus e bons e cair à chuva sobre justos e injustos."

Então Jesus nos ensina que O AMOR é uma característica dos filhos de Deus. Sabemos que DEUS É AMOR e que somos chamados para viver em amor uns com os outros sendo filhos de Deus. Quem fala sobre isso é o apóstolo Paulo, em Efésios 4, 1-3. Ele disse aos irmãos: Eu, o prisioneiro no Senhor, exorto-vos a andar deste modo digno da vocação a que fostes chamados: com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros com amor, procurando conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.


A IGREJA DE CRISTO É CHAMADA PARA ANDAR EM AMOR COMO FILHOS DO PAI.

1) Amar o exemplo de Jesus Cristo;

2) Preservar a unidade com os irmãos;

Em primeiro lugar devemos AMAR JESUS CRISTO.

Irmãos, o apóstolo Paulo fala sobre a nossa VOCAÇÃO. Uma vocação é como uma missão . Uma pessoa pode ter a vocação para ser professora; ou um irmão pode ter a vocação para ser pastor. Isso quer dizer: ele ainda não é pastor, mas sente a vontade para ser pastor. E num certo momento ele pode ser chamado para ser pastor. Neste momento ele tem a vocação para ser pastor. Ele ainda não é, mas quer ser e conforme esta vocação ele está andando para ser pastor....Para ler mais, clique aqui.

Cristo santificou todos os dias da semana, mas especialmente o dia de Domingo.

 

 

T: Vários textos

L: Domingo 38 CdH

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

Hoje de manhã falaremos sobre o quarto mandamento. O quarto mandamento fala sobre o dia do sábado. O povo de Israel devia guardar o dia do sábado.

Lemos também Colossenses 2, e ali Paulo nos diz que o sábado é uma sombra do que havia de vir. O sábado faz parte do ANTIGO testamento, e não do NOVO testamento. O sábado era uma sombra, e a realidade é Cristo Jesus. Cristo é o Senhor do sábado e de todos os dias da semana. Cristo santificou o dia do sábado e todos os dias da semana. O povo de Deus deve servir a Deus em TODOS OS DIAS da semana. Todos os dias são santos para nós. Então, o dia do sábado faz parte do ANTIGO testamento; naquela época tinha um só dia santo. No NOVO testamento, temos sete dias santos.

Agora, uma pessoa pode se perguntar: então, por que a igreja Cristã se reúne no primeiro dia da semana: no domingo? O domingo não chegou no lugar do sábado? Muitas pessoas pensam nisso, mas a resposta é: não! Não, irmãos, o domingo não chegou no lugar do sábado. Em vez de ter UM DIA SANTO, como Israel tinha no AT, nós temos SETE DIAS SANTOS. Cristo santificou TODOS OS DIAS DA SEMANA.

Agora, fica a pergunta: por que a Igreja Cristã se reúne no dia de domingo? Vamos abrir a palavra de Deus para receber uma resposta sobre esta pergunta. Vamos descobrir que:

 

CRISTO SANTIFICOU TODOS OS DIAS DA SEMANA, MAS ESPECIALMENTE O DIA DO DOMINGO.

 

Sim, irmãos, foi Cristo Jesus, o Senhor não somente do Sábado, mas de toda a semana, que santificou o dia de domingo. Cristo fez isso através da sua ressurreição. Sabemos que Cristo morreu na cruz na sexta-feira, e ele estava no sepulcro no dia do sábado. O corpo dele estava descansando. Mas ele acordou no primeiro dia da semana; ele foi ressuscitado no primeiro dia: no dia do domingo.

O Evangelho de João mostra isso claramente. Com certa ênfase, João diz, em João 20, 1: “No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro, de madrugada, quando ainda estava escuro”. Foi naquele mesmo dia que as mulheres descobriram que o corpo não estava mais no sepulcro, mas que Jesus foi ressuscitado.

Jesus acordou para começar o seu trabalho. O dia de domingo não era um dia de descanso, mas um dia de trabalho. Um trabalho santo. O trabalho do Pastor, porque Jesus Cristo fez muitas visitas aquele dia para consolar os discípulos, para exortá-los, para buscá-los e para reuni-los. O rebanho estava espalhado em todo canto, mas Cristo chegou para reuni-los novamente. E, no final do dia, quase todos estavam reunidos numa casa, e naquele momento Jesus chegou e se reuniu com eles. Foi o primeiro culto.

João diz o seguinte (20, 19-23): “À tarde desse mesmo dia, o primeiro dia da semana, estando fechadas as portas onde se achavam os discípulos, por medo dos Judeus, Jesus veio e, pondo-se no meio deles, lhes disse: “A paz esteja convosco!”.

Isso era o início do culto! O sermão foi curto. “Tendo dito isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos, então, ficaram cheios de alegria por verem o Senhor. Ele lhes disse de novo: “A paz esteja convosco!....Para ler mais, clique aqui.

Cristo: rei, guerreiro, e o cabeça da igreja.

 

 

T: Vários Textos

L: Domingo 19 CdH

Queridos irmãos/irmãs,

 

O Domingo 19 do Catecismo fala sobre Cristo Jesus, que está sentado à direita de Deus. Isso quer dizer que Cristo é Rei. Ele recebeu toda a autoridade nos céus e na terra. Ele governa. O apóstolo João viu Jesus como rei. Veja Ap. 1, 9-16;

“Eu, João, irmão vosso e companheiro na tribulação, no reino e na perseverança, em Jesus, achei-me na ilha chamada Patmos, por causa da Palavra de Deus e do testemunho de Jesus. Achei-me em espírito, no dia do Senhor; e ouvi, por detrás de mim, grande voz, como de trombeta, dizendo: O que vês escreve em livro e manda às sete igrejas: Éfeso, Esmirna, Pergamo, Tiatira, Sardes, Filadelfia e Laodicéia.

Voltei-me para ver quem falava comigo e, voltado, vi sete candeeiros de ouro e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho do homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, com uma cinta de ouro. A sua cabeça e cabelos eram brancos como alva lã, como neve; os olhos, como chama de fogo; os pés, semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha; a voz, como voz de muitas águas. Tinha na mão direita sete estrelas, e da boca saía lhe uma afiada espada de dois gumes. O seu rosto brilhava como o sol na sua força”

Ele viu o Cristo glorificado no meio dos candeeiros, que são as sete igrejas mencionadas. Cristo é Rei das Igrejas; Ele é o cabeça das igrejas, que segura as sete estrelas que são os sete anjos ou ministros das igrejas. Ele mandou sete cartas para as igrejas para dizer o que elas devem fazer. Cristo mandou sete ordens para continuar a lutar contra as tentações e pecados que se encontram nas ...Para ler mais, clique aqui.

Jesus Cristo é o nosso Salvador

 

 

Domingo 11 CdH

P. 29. O nome de “Jesus” significa “Salvador”. Por que o Filho de Deus tem esse nome?
R.: Porque ele nos salva de todos os nossos pecados e porque em ninguém mais devemos buscar ou podemos encontrar salvação.

 

Texto: 1 Pedro 1, 1-21
Leitura: Domingo 11 CdH

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Lemos o primeiro capítulo da primeira carta de Pedro aos irmãos, que viviam em Ásia menor. E neste primeiro capítulo Pedro lhes oferece um resumo da Bíblia. Ele faz isso nos versículos 10-12:

“Foi a respeito desta salvação que os profetas indagaram e inquiriram, os quais profetizaram acerca da graça a vós outros destinada.
Investigando, atentamente, qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo e sobre as glórias que os seguiriam. A eles foi revelado que, não para si mesmos, mas para vós outros, ministravam as coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, coisas essas que anjos anelam perscrutar”.

A frase é longa e complicada, irmãos. Então vamos cortá-la e analisar: Pedro fala sobre as profecias do Antigo Testamento e sobre as pregações dos
Apóstolos do Novo Testamento. E ele mostra que ambos, tanto os profetas, como os apóstolos falaram sobre a mesma coisa: sobre O CRISTO. Sobre Cristo e sobre A NOSSA SALVAÇÃO. O Cristo Jesus veio para nos salvar! Este é o evangelho, que foi pregado desde o início. Esta é a mensagem principal da Bíblia.

Então chegamos a um ponto importante no nosso catecismo, quando ele começa a falar sobre Jesus Cristo. E logo, falando sobre o nome de Jesus, o
catecismo segue o ensino da Bíblia inteira que diz que Jesus Cristo é o nosso Salvador. E ele é um Salvador completo. Toda a sua vida foi dedicada a isso: à...Para ler mais, clique aqui.

Jesus, o Salvador, está dentro de nós; não precisamos de estátuas nem de imagens

 

 

T: Mt. 1, 18-25                               

L: Dom. 11 CdH

(O sermão foi feito na proximidade do natal. Alguns trechos podem ser adaptados.)

 

Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus,

Quem é Jesus para você?

Você pode ter um momento para pensar sobre isso. Esta pergunta é para todos os que estão aqui. Para as crianças, para os adolescentes, para os jovens, para os solteiros, para os casais, para as viúvas, para os visitantes. Quem é Jesus para você?

[Nesta época do ano muitas pessoas pensam em Jesus e se lembram do nascimento dele]. Jesus é o filho de Maria, que nasceu em Belém, em circunstâncias extraordinárias. Houve anjos nos céus, que anunciaram o nascimento aos pastores, que foram os primeiros a visitar Jesus. Muitas pessoas pensam nisso e colocam um pequeno estábulo em casa para mostrar que o Natal é de Cristo. Mas é só isso? Jesus é o menino fofinho do Natal?

Se perguntar às crianças, provavelmente vou ouvir que Jesus era um homem que fez muitos milagres! A Bíblia para as crianças ensina isso. Conta todas as milagres de Jesus. Uma história mais linda que a outra. Jesus curou a dor de cabeça da sogra de Pedro; curou pessoas com doenças mais sérias: pessoas cegas, surdas, paralíticas; pessoas na beira da morte e até levantou os cadáveres que já estavam no caixão; e até Lázaro, que já estava há quatro dias no sepulcro!! Muitas crianças consideram Jesus com um homem milagroso. Um tipo de super-homem!

Outras pessoas pensam logo na morte de Jesus. Jesus na cruz. Esta imagem é muito forte aqui no Brasil. Esta imagem foi cultivada pelos apóstolos, que pregaram a mensagem da cruz. Como Paulo fez isso, dizendo: “Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus!” (1 Cor. 1,18). Jesus na cruz. ...Para ler mais, clique aqui.

A providência de Deus na vida de José

 

L: Domingo 10 CdH

T: Atos 7, 9-14

 

Queridos irmãos de Jesus Cristo,

Acabamos de ler um resumo da história de José, o filho de Jacó e Raquel. A história de José serve muito bem para explicar o ensino das Escrituras sobre a PROVIDÊNCIA DE DEUS.

O Catecismo da Igreja nos ajuda a definir o que é a PROVIDÊNCIA DE DEUS. Ele diz: “É a força todo-poderosa e presente com que Deus, pela sua mão, sustenta e governa o céu, a terra e todas as criaturas. Assim, ervas e plantas, chuva e seca, anos frutíferos e infrutíferos, comida e bebida, saúde e doença, riqueza e pobreza e todas as coisas não nos sobrevêm por acaso, mas de sua mão paternal. Em poucas palavras: TUDO VEM DE DEUS!

TUDO, TUDO, TUDO!

Riqueza, mas também POBREZA; saúde, mas também DOENÇA; anos frutíferos, mas também anos INFRUTÍFEROS; chuva, mas também SECA. Muitas pessoas têm um problema com esta doutrina; Eles acreditam que só as coisas boas vêm de Deus. As coisas más vêm do Diabo. POBREZA, DOENÇA, SECA, E ANOS INFRUTÍFEROS, tudo isso vem do Diabo. Eles dizem que Deus tem nada a ver com isso.

Há igrejas que pregam assim, dizendo: A POBREZA é o salário do pecado; A DOENÇA é o salário do pecado; A SECA é o salário do pecado; O MAREMOTO foi o salário do pecado. Isso não vai acontecer se você crer em Deus; O crente será abençoado; O verdadeiro crente não sofre. Creia que Jesus e Deus darão as suas bênçãos: RIQUEZA, SAÚDE, ANOS FRUTÍFEROS, CHUVA e muito mais. O DESCRENTE sofre sim, mas o CRENTE não.

Muitas pessoas acreditam nisso. Mas será que esta mensagem é verdade? Será que esta mensagem é uma mensagem de Deus?...Para ler mais, clique aqui.

Tudo que acontece está sob o controle de Deus

Domingo 10 CdH

P. 27: O que é a providência de Deus?

R. 27: É a força toda-poderosa e presente com que Deus, pela sua mão, sustenta e governa o céu, a terra e todas as criaturas. Assim, as ervas e plantas, chuva e seca, anos frutíferos e infrutíferos, comida e bebida, saúde e doença, riqueza e pobreza e todas as coisas não nos sobrevêm por acaso, mas de sua mão paternal.

 P. 28: Para que serve saber da criação e da providência de Deus?

R.: Para que tenhamos paciência em toda adversidade, mostremos gratidão em toda prosperidade e para que, quanto ao futuro, tenhamos a firme confiança em nosso fiel Deus e Pai de que criatura alguma nos pode separar do amor dele. Porque todas as criaturas estão na mão de Deus de tal maneira que, sem a vontade dele não podem agir nem se mover.

 

Texto: Domingo 10 CdH

 

Irmãos,

Faz pouco tempo que vi uma entrevista com um motorista de um ônibus. Ele se atrasou e chegou atrasado na empresa. O ônibus já tinha saído com um outro motorista. Trinta minutos depois, o ônibus explodiu. Todos os ocupantes morreram. Também o motorista que o substituiu. O motorista teve muita sorte e sobreviveu. Quando ouvi isso, pensei: é verdade? Ele tinha boa sorte? Foi coincidência ou providência?

É só um exemplo. Coisas assim acontecem mais vezes. [Pensei também no que aconteceu no ano passado. Num Domingo preguei sobre Lucas 9 sobre o filho que queria seguir Jesus, mas não podia pois devia enterrar o seu pai. Expliquei que devemos primeiramente seguir Jesus, e quem segue Jesus pode enterrar o seu Pai. Uma semana depois o meu pai morreu e eu tinha que fazer o que disse. Coincidência ou Providência?]

Coisas boas e coisas más. Às vezes acontecem no mesmo dia. As coisas boas aceitamos de boa vontade. Elas vêm de Deus. Mas as coisas más: elas vêm de onde? Também de Deus? Há pessoas que negam isso. Conforme essas pessoas o bom vem de Deus, e o mal do Diabo. Deus tem nada com isso. Será irmãos? Será que há momentos que o mal é mais forte do que Deus?

A Bíblia nega isso. A Bíblia nos mostra que o bom e o mal vêm de Deus.

Pensa em Jó. Em um dia só, ele perdeu tudo! O gado e os cavalos, os seus camelos e ovelhas. Tudo! Até os seus sete filhos e três filhas. E quando Jó ouve essas notícias más, ele se levantou, rasgou seu manto, raspou sua cabeça, caiu por terra, inclinou-se no chão e disse: “Nu sai do ventre de minha mãe e nu voltarei por lá. Iahwe o deu, Iahwe o tirou, bendito seja o nome de Iahwe”.

A mulher dele não entende isso, mas Jó diz para ela (2,10): Falas como uma idiota: se recebemos de Deus os bens, não deveríamos receber Também os males?” ...Para ler mais, clique aqui.

DEUS nos ajuda a CRER nas coisas que não podemos VER

T: Hebr. 11, 1-3

L: Domingo 9 CdH

 

Irmãos,

Nós vivemos num mundo onde a ciência domina as escolas. As crianças descobrem isso quando vão para escola. Elas aprendem a observar as coisas, memorizar, e usar a sua lógica para analisar as coisas. O uso da lógica é muito importante, pois assim as pessoas podem provar as coisas. No mundo as pessoas querem ver provas. Se você não puder provar a sua tese, as pessoas não acreditarão em suas palavras.

A igreja é diferente. Não é como na escola. Aqui ninguém pede provas. Ninguém pergunta: Prove que Deus existe; prove que o mundo foi criado. Mas aqui na igreja se pergunta: em que você crê? O nosso Credo Apostólico começa com esta palavra importante: CREIO. Nós cremos nas coisas que não podemos provar. Nós cremos nas coisas que não podemos ver.

 

DEUS NOS AJUDA A CRER NAS COISAS QUE NÃO PODEMOS VER.

  1. CRER SEM VER
  2. CRER E ESPERAR
  3. CRER E TER CERTEZA

 

Crer é um ato muito importante na igreja. Tem que crer, pois só assim vamos ser salvos. Quem não crê, não será salvo.  Mas o que é crer? A palavra de Deus nos ensina, em Hebreus 1, o seguinte:  A fé é uma posse antecipada do que se espera, um meio de demonstrar as realidades que não se vêem. Crer é, em primeiro lugar: ter certeza. A fé nos dá segurança. Segurança a respeito de realidades que nós não podemos ver com os nossos olhos. Segurança a respeito de realidades que nós não podemos provar.

Não posso provar que Deus existe.

Não posso provar que existem anjos.

Não posso provar que o céu e a terra foram criados por Deus.

Eu CREIO que isso aconteceu. CREIO EM DEUS PAI, TODO-PODEROSO, CRIADOR DO CÉU E DA TERRA. Eu creio, mas não posso provar. Creio, mas não vi que Deus criou os céus e a terra.

Assim posso continuar, pois todo Credo Apostólico está cheio de fatos milagrosos que não posso provar. Creio em Jesus Cristo. Ele vivia em Israel na época do governador romano Pôncio Pilatos, não posso provar isso, mas CREIO que ele é o único filho de Deus. Não vi, mas creio que foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu da virgem Maria. Não vi, mas creio que ele foi crucificado, morto e sepultado....Para ler mais, clique aqui.

O Domingo 9 e Charles Darwin

 

T: Gênesis 1

L: Domingo 9

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

 

No ano de 2009, o mundo inteiro comemorou o ducentésimo aniversário de um homem que tentou derrubar a doutrina da Bíblia que diz que Deus criou a terra e tudo o que há nela em seis dias.  O nome desse homem é Charles Darwin.

Ele nasceu no dia 12 de Fevereiro, em 1809. Estudou teologia e biologia. Quando tinha 30 anos, ele fez uma viagem pelo mundo que durou cinco anos. Durante esta viagem ele colecionou fósseis e ossos de vários animais. Na sua volta à Inglaterra, ele estudou todo material que tinha colecionado e finalmente escreveu um livro sobre “A Origem de todas as Espécies”.

A ideia principal de Darwin é que a pluralidade de todas as espécies é o resultado de um longo processo. Existe uma grande biodiversidade, mas no início não era assim. Toda esta diversidade na natureza é o resultado de um processo em que houve uma evolução das espécies. A ideia mais conhecida de Darwin é sobre a origem do homem. O homem não foi criado como homem, mas o homem é descendente de um macaco, e o macaco é o descendente do sapo, e o sapo é evoluído de uma célula pequena.

Este teoria do Evolucionismo não conta com a existência de Deus. Deus não existe.

A grande maioria dos cientistas acredita nessa ideia de Darwin e em quase todas as escolas públicas e em todas as universidades, os professores ensinam a teoria da evolução do homem. Então, foi este homem, Charles Darwin, que lançou aquela filosofia do Evolucionismo. .

A primeira reação da igreja foi forte. Ela recusou fortemente essa teoria de Darwin e apontou....Para ler mais, clique aqui.

Não podemos entender a trindade, mas devemos crer

 

T: João 1, 18

L: Domingo 8 CdH H. 24

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

 

Acabamos de ler os artigos 8 e 9 da nossa Confissão Belga. Esses artigos falam sobre a Trindade de Deus: um só Deus, três pessoas. Artigo oito nos ensina que devemos tomar cuidado quando falamos sobre a trindade; e art. 9 nos ensina o testemunho das Escrituras sobre a trindade. Os dois artigos juntos já servem como um sermão. Então, o que ainda posso dizer para completar as palavras da nossa confissão?

Devemos saber mais sobre Deus? Podemos saber mais sobre Ele? A própria confissão diz: E, embora essa doutrina ultrapasse o entendimento humano, cremos nela baseados na Palavra e esperamos desfrutar de seu pleno conhecimento e fruto no céu.

Prestem atenção nisso, irmãos: essa doutrina ultrapassa o entendimento humano! É bom observar isso! Nós podemos observar as coisas deste mundo e tentar analisá-las, tentar entender como elas funcionam, mas o nosso Deus não é um objeto que podemos observar e analisar. Ninguém jamais viu a Deus, o Filho unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou, disse João. Nós não podemos comparar Deus com ninguém.

O profeta Isaías disse: “Com quem comparareis a Deus? Ou que coisa semelhante confrontareis com ele? Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado; a sua grandeza é insondável!”

“Deus é grande e não o podemos compreender, disse Eliú a Jó (Jó 36,26). Deus ultrapassa o entendimento humano. Ele é sempre maior. Ele é Deus.

Isso não quer dizer que é impossível conhecer Deus, mas o nosso conhecimento tem limites. O nosso conhecimento é um dom de Deus. O nosso conhecimento é baseado na Revelação de Deus. Deus só pode ser conhecido por Deus mesmo. O nosso conhecimento vem...Para ler mais, clique aqui.

O Deus triúno está bem perto de nós

 

 

Domingo 8 CdH

 P. 24: Por que você fala de três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo, visto que há um só Deus?

R.: Porque Deus se revelou em sua Palavra de tal maneira que essas três Pessoas distintas são o único, verdadeiro e eterno Deus.

 

 

Leitura: Domingo 8                              

Texto: João 14, 1-20                           

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

 

Quem é Deus para você? Deus está perto ou longe de você? Para muitas pessoas Deus está muito longe. Ele é um Deus desconhecido. Ele está numa grande distância de nós. Assim pensam as pessoas que se afastaram de Deus. Mas há também crentes que pensam assim. Eles sentem uma distância entre Deus e eles; esta distância existe desde a criação do mundo.

Deus criou uma distância... no momento que ele criou o homem. Esta distância é a distância entre o Criador e a sua criatura. Deus não é como uma criatura. Ele é diferente; não é um homem. Deus tem características que nós não temos e por isso também não entendemos bem.  Pois Deus é eterno, incompreensível, invisível, imutável, infinito e todo poderoso. São características que nós não temos; e por causa destas características incomunicáveis sentimos uma distância.

A mesma distância que Israel sentiu, quando Deus se aproximou e desceu no monte Sinai. O povo ficou numa distância e só Moisés subiu para encontrar Deus. Moisés subiu e ficou lá mais do que um mês. E o povo esperava e esperava. E cada dia eles sentiam mais a distância entre eles e Deus. Então, eles começaram a murmurar: Onde está Moisés? Onde está o nosso Deus? Eles não gostaram da idéia que Deus estava distante deles. Eles queriam ver Deus. E por isso eles criaram uma estátua de ouro pensando que assim Deus estaria mais perto deles.

Então, irmãos, existe uma distância entre Deus e os homens. E...Para ler mais, clique aqui.

Nós usamos cookies!

Ao utilizar este site, você concorda que este site coloca cookies no seu dispositivo. Um cookie é um pequeno arquivo de texto que o site usa para fazer a função do website e tornar sua visita eficiente.

Clique no contrato para um site totalmente funcional ou veja os detalhes na página de detalhes antes de concordar.

Scroll To Top