L.: Lc. 24, 1-12 / 2 Co. 4, 1-16

T.: 2 Co. 4, 14

 

Queridos irmãos e irmãs,

Amados visitantes!

 

Hoje é o dia de Páscoa. Este dia é uma festa para a igreja cristã. A festa da vida. No dia da Páscoa a igreja comemora que Cristo venceu a morte: ele foi ressuscitado e está vivo até agora. A igreja espalha a luz de Cristo. O brilho da Páscoa se espalha num mundo que está em trevas, nas cidades assombradas; especialmente hoje em dia. Não é assim, irmãos? Nós vivemos numa situação em que a sombra da morte escureceu a vida de muitas pessoas. O mundo parou, as lojas estão fechadas, os hospitais estão cheios e as ruas estão desertas, as pessoas se esconderam em suas casas, pois estão com medo; o mundo está sendo aterrorizado pelo Corona Vírus. Mais de um milhão de pessoas já morreram no mundo inteiro por causa do vírus. O mundo está assombrado e muitas pessoas estão estressadas, oprimidas, perplexas, se sentem ameaçadas, e há pessoas que estão abatidas, deitadas na cama, com febre, tossindo e com problemas respiratórios, ansiosas, lutando pela vida.

 

Numa situação dessa, vamos ouvir o evangelho da boca do apóstolo Paulo, que também lutou pela sua vida. Ele sabe o que é sofrer. Ele sofreu muito, fisicamente e psicologicamente; esteve várias vezes à beira da morte, mas ele não perdeu o ânimo. O evangelho da Páscoa mudou a sua vida e fortaleceu a sua fé. Ele quer compartilhar isso conosco; ele quer que o evangelho da Páscoa mude a sua vida e fortaleça a sua fé. Ele não quer que fiquemos desanimados, mas que o evangelho da Páscoa nos anime e nos fortaleça neste período assombrado. Vamos ler a história dele, que encontramos em 2 Coríntios 4, 1-16 [leitura].

Um dos versículos mais importantes aqui é o versículo 14: Porque sabemos que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus dentre os mortos também nos ressuscitará com Jesus, e nos apresentará com vocês! Esse é o evangelho que deixou Paulo animado, e ele quer que nós sejamos assim também.

 

Tema: Paulo nos ensina que não devemos nos desanimar no dia da Páscoa.

  • A Páscoa mudou a fé de Paulo; (13)
  • A Páscoa mudou a vida de Paulo; (7-12)
  • A Páscoa mudou o futuro de Paulo (14);
  • A Páscoa muda também a nossa vida! (15)

 

Irmãos, irmãs, hoje temos tempo para pensar nas coisas que estão acontecendo. O mundo está parado, e nós também. Um momento de pausa, uma hora livre para assistir o culto online; um momento para meditar sobre o evangelho da Páscoa. A Páscoa tem a ver com a ressureição de Jesus Cristo! Por causa disso lemos o texto de Lucas 24, que fala sobre isso. Numa sexta-feira, Jesus morreu na cruz! Três dias depois, ele foi ressuscitado. Ele se levantou e apareceu aos seus discípulos. VIVO!...Para ler mais, clique aqui.

Texto: Romanos 10: 8-10
Leitura: Romanos 10

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Hoje é um dia especial. O dia em que comemoramos a Páscoa. Hoje celebramos que o nosso Senhor Jesus Cristo foi ressuscitado da morte. Na sexta-feira santa comemoramos que Jesus morreu na cruz, e que ele foi sepultado, mas hoje celebramos que Jesus foi ressuscitado e saiu do sepulcro, como já cantamos no início do nosso culto: Da sepultura saiu! Com triunfo e glória ressurgiu! Ressurgiu, vencendo a morte e o seu poder. Cristo venceu a morte, se levantou e se manifestou vivo aos seus discípulos.

A ressurreição de si mesmo foi o maior milagre de Cristo na sua vida aqui na terra. Ele fez muitos milagres, até ressurgiu outras pessoas da morte, e agora ele mesmo passou pelo vale da morte, e voltou vivo. Ele voltou para nos mostrar a vida. A vida do outro lado, nova, em glória, em vitória. Por causa disso o dia de Páscoa tem um sentido simbólico. Neste dia celebramos A VIDA NOVA que Cristo nos deu.

Por causa disso a igreja apontou este dia para os novatos fazer profissão de fé e para assumir a sua vida nova em Cristo. Neste dia de Páscoa os novatos foram batizados e isso queria dizer que eles estavam mortos em pecados, mas agora eles foram ressuscitados com Cristo. A vida nova com Cristo começou no dia de Páscoa. Então, irmãos, por causa disso decidir que a profissão de fé de nosso irmão (..........) será feita neste dia. (Pode colocar mais informações pessoais). E por causa disso ele vai fazer a sua profissão de fé hoje.

Quero falar um pouco mais sobre isso e por causa disso escolhi o seguinte texto, que encontramos em Romanos 10: 9...Para ler mais, clique aqui

 

Texto: Mateus 26, 31-35

Leitura: 1 Cor. 1, 18-25

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

Acabamos de cantar um hino que diz:

 

“Sim, eu amo a mensagem da cruz.

Seu triunfo meu gozo será!

Pois um dia em lugar de uma cruz

A coroa Jesus me dará!” 

 

Este hino é muito profundo. Tão profundo, que me pergunto se realmente todos entendem o que ele quer dizer. Qual é a mensagem da cruz? O que ela quer nos ensinar? A vitória e a glória OU a derrota e o desprezo? O hino fala sobre isso, porque ele começa dizendo: Rude cruz se erigiu; dela o dia fugiu como emblema de vergonha e dor. A cruz é um símbolo de vergonha e dor; é uma loucura! Uma pedra de tropeço para os que se perdem; e um escândalo para os judeus.

Tem muitas pessoas neste mundo que tem um crucifixo na parede; outras pessoas andam com uma pequena cruz no peito. Com certeza, elas afirmarão como nós: Sim, eu amo a mensagem da cruz! Mas, mais uma vez eu pergunto: será que elas a entendem bem?

E vocês, irmãos? Vocês chegaram aqui na igreja e se preparam para comemorar a santa ceia hoje de manhã, e com certeza vocês afirmarão também: Sim, eu amo a mensagem da cruz! E mais uma vez eu lhes pergunto: vocês realmente entendem qual é esta mensagem? Às vezes nós podemos cantar um hino sem entender o que ele quer dizer! Às vezes podemos confessar o nosso amor sem entender as consequências da nossa declaração. Temos um bom exemplo disso na bíblia. Um exemplo que nos deixa pensativos. Encontramos este exemplo em Mateus 26: 31-35.

[Vamos ler esta história!]

“Então, Jesus lhes disse: Esta noite, todos vós vos escandalizareis comigo;

Porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho ... Para ler mais, clique aqui.

 

 

Texto: Êxodo 12: 27
Leitura: Êx. 12 & 1 Co. 5: 6-9

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

Cristo nos mandou celebrar esta ceia em sua memória. Nesta mesa nós lembramos que nosso Senhor se tornou homem para carregar à ira de Deus e para salvar o seu povo. Já no Antigo Testamento Deus revelou isso; como, por exemplo, em Êxodo 12. Neste capítulo Moisés fala sobre a instituição da Páscoa. A Páscoa é uma festa de vários dias, como a Maceió Fest; uma grande festa.

A Páscoa é uma festa que comemora a libertação de Israel da escravidão. Podemos comparar isso com o dia 12 de Maio, em que o Brasil comemora a abolição da escravidão. A comemoração aqui no Brasil é só por um dia, mas em Israel a festa dura uma semana. A festa começa num sábado e termina no outro sábado. Não é uma festa como o Carnaval aqui no Brasil: com muitas bebidas e imoralidade. Pelo contrário; a festa da Páscoa é uma festa simbólica e por causa disso a Páscoa é uma festa sóbria. A comida é frugal, para mostrar que o objetivo desta festa é comemorar.

O objetivo desta festa não é igual às festas do mundo: comer e beber abundantemente. Não, o objetivo desta festa é ensinar os participantes a respeito da salvação da escravidão de Israel no Egito. O Cordeiro da Páscoa serve para isso; e as ervas amargas que estão na mesa; e também os pães asmos, que devem ser comidos durante todos os sete dias da festa; todos estes elementos têm um sentido simbólico.

As ervas amargas lembravam o povo da época amarga no Egito, a casa da escravidão. Eles sofreram muito ali, mas, agora, Deus os tirou. Uma vida nova começou. Uma vida nova, que começou com uma festa. Para comemorar esta vida...Para ler mais, clique aqui.