Skip to content

Berichten getagd ‘Proceder cristão’

Não seja somente ouvinte, mas também praticante

Texto: Tiago 1: 22-25

Leitura: Mt 7: 21-27                        

                                                                                                                                                                                                                              

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

 

O texto, Tiago 1, 22-25, fala sobre o papel da Palavra de Deus na nossa vida. Como a Palavra de Deus funciona na sua vida? A Palavra de Deus é poderosa? Ela muda a sua vida? Ela tem autoridade? Quando a Palavra de Deus diz: Faça isso, vocês fazem? E se ela diz: Não faça isso, você deixa de fazer?

Este texto tem também uma grande importância para a pregação da Palavra de Deus no dia de domingo. Vocês estão aqui reunidos para ouvir a pregação da Palavra. Isso é bom. Mas a sua presença aqui na igreja não é o mais importante. O mais importante é: COMO você sai da igreja? Você sai como você entrou? Quando você sair, ainda se lembrará do sermão? Ou você esquecerá logo?

Normalmente, você consegue lembrar qual era a mensagem, ou não? E por que não? Você realmente tenta entender a Palavra de Deus? Você realmente presta atenção? Ou você está pensando em outras coisas?

Sabe que é possível que o corpo de uma pessoa esteja aqui na igreja, mas a mente esteja fora? O seus pensamentos podem estar na praça, na rua ou na cama... isso acontece quando alguém está aqui a pulso, enquanto queria estar na cama; então, o coração dele está longe daqui e por causa disso não presta atenção e não entende nada da pregação;  não presta atenção ao culto, pois não se interessa.

A palavra de Deus, hoje à noite, fala sobre isso. Tiago divide a audiência em dois grupos: por um lado OS OUVINTES e por outro lado OS PRATICANTES. E você deve decidir em qual grupo está; Você é só um OUVINTE OU também UM PRATICANTE?

A resposta é importante, irmãos, porque ela...Para ler mais, clique aqui.

Há consolação para Raquel, as mães em Belém, e todos os crentes que perderam um filho.

Texto: Mateus 2, 16-18

Leitura: Jeremias 31, 10-17

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

Vocês tiveram um bom Natal? Junto com a família ou com amigos, com seus filhos ou netos. Espero que vocês tenham tido dias alegres, pois isso faz parte da festa de Natal. O nascimento de Jesus Cristo causou uma alegria profunda em todos os corações. Podemos ler isso na Bíblia. Havia alegria entre os anjos, alegria entre os pastores, alegria nos corações dos magos. Todos estavam alegres por causa da criança que nasceu. Todos?

Também os moradores de Belém? Os habitantes de Belém estavam também alegres com a vinda do Cristo? Talvez se alegrassem inicialmente com o nascimento, mas também nos anos posteriores? É muito difícil acreditar nisso se lemos a história sobre as crianças assassinadas em Belém. Se houvesse um jornal naquela época, estaria escrito na primeira página com letras maiúsculas: MASSACRE EM BELÉM! Soldados assassinaram todas as criancinhas em Belém! Imaginem, irmãos, que isso acontecesse aqui! Que todos os meninos, de recém-nascidos até três anos, neste conjunto, seriam assassinados num só dia! Que os militares fechariam as ruas, entrariam nas casas, tirariam o seu irmãozinho dos braços da sua mãe e o assassinariam. Não seria horrível? Isso aconteceu em Belém. Nós somos deslocados do berço de Jesus Cristo para o vale da morte das criancinhas de Belém. Isso é o anticlímax do Natal.

Antigamente este texto, Mt 2,16-18, era pregado no domingo depois do Natal. Isso virou um costume, de modo que este domingo recebeu um nome: o domingo das crianças inocentes; crianças que não puderam se defender; crianças inocentes. Hoje vamos prestar atenção nelas. Hoje vamos meditar sobre a vala das criancinhas de Belém. Mateus elevou um monumento no seu evangelho. Um monumento para as criancinhas de Belém, que não tinham culpa... Para ler mais, clique aqui.

O nosso comportamento no dia de Sexta-Feira Santa

Leitura: Zacarias 12, 10-14

                 João 19, 31-37

                  Apocalipse 1,7

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

O dia de Sexta-feira santa é um dia de grande luto para muitas pessoas que seguem o ensino da igreja de Roma. Neste dia elas não podem varrer a sua casa; não podem tomar banho, nem podem pentear os seus cabelos, ou se olhar no espelho; e não podem comer carne, mas devem seguir um tipo de jejum e comer apenas peixe. Tudo isso indica que essas pessoas estão de luto; pois quem está realmente triste, ele ou ela não tem vontade de arrumar os seus cabelos e, consequentemente, não usa o espelho; ela não precisa tomar um banho, pois não pode trabalhar neste dia, nem varrer a casa, pois é um dia de luto. Todas estas regras devem ser seguidas porque Cristo morreu.

Estes costumes são bem fortes aqui no Nordeste do Brasil, e especialmente no interior do Nordeste. Já encontrei brasileiros que não reconheceram estes costumes. Em outras partes do Brasil os católicos não vivem assim; e os protestantes também não. Para as igrejas reformadas o dia de Sexta-feira santa não é um dia de luto, mas um dia de festa. Nós chamamos este dia: a boa sexta-feira.

Nós não comemoramos só a morte de Cristo, mas também o benefício que a morte de Cristo nos traz: a salvação. O sangue de Cristo nos salva! E por causa disso consideramos esta sexta feira santa um dia bom. Não precisamos ficar tristes, mas devemos estar alegres. Fui criado assim e sempre preguei esta mensagem. Mas nesta semana eu li um texto da bíblia que pode nos deixar pensativos. O texto é a profecia de Zacarias 12, 10-14. [ Vamos ler este trecho...]. Este texto de Zacarias é uma profecia sobre o futuro. Fala sobre... Para ler mais, clique aqui.

O cristão deve se abster da idolatria

Texto: Atos 15, 28-29                

Leitura: Lev. 17; João 6, 51-58; Atos 15, 12-29; 1 Cor. 10, 23- fim; Apocalipse 2, 14 e 20;

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

 

Faz pouco tempo que a presidente da sociedade das mulheres me perguntou se eu não poderia pregar sobre Atos 15, 28-29. Este texto foi tratado durante uma das reuniões e deu muita confusão; especialmente aqueles pontos sobre o comer do sangue. Então irmãos, vamos pegar a nossa bíblia e ler o trecho inteiro: Atos 15, 12-29 [-]. A parte mais importante para nós hoje a noite são os versículos 23-29.

Esta parte é de fato uma carta, que foi enviada às igrejas missionárias. E esta carta não é uma carta qualquer, pois esta carta foi assinada pelos apóstolos e pelos presbíteros da igreja de Jerusalém. São os homens que andavam com Jesus; eles foram testemunhas oculares e ouviram o ensino do mestre. Jesus lhes deu do seu Espírito Santo. E por causa disso, eles têm um conhecimento profundo da vontade de Deus e dos mistérios do Reino de Deus. Eles são guiados pelo Espírito Santo e isso eles confessam no final da sua carta, dizendo: “Pois pareceu bem ao Espírito Santo e a nós”. Os apóstolos e os presbíteros se deixaram guiar pelo Espírito Santo.

O Espírito Santo que revelou as coisas aos santos profetas. Pedro escreveu sobre este assunto na sua segunda carta (2 Pedro 1, 19-21). Ali, ele escreveu:

Assim, temos ainda mais firme a palavra dos profetas, e vocês farão bem se a ela prestarem atenção, como a uma candeia que brilha em lugar escuro, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça no coração de vocês. Antes de mais nada, saibam que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, pois jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo.... Para ler mais, clique aqui.

Nós usamos cookies!

Ao utilizar este site, você concorda que este site coloca cookies no seu dispositivo. Um cookie é um pequeno arquivo de texto que o site usa para fazer a função do website e tornar sua visita eficiente.

Clique no contrato para um site totalmente funcional ou veja os detalhes na página de detalhes antes de concordar.

Scroll To Top