Leitura: Domingo 22 CdH

Texto: 2 Co. 5, 1-9

 

Queridos irmãos, irmãos,

A parte final do Credo Apostólico fala sobre a pessoa e a obra do Espírito Santo. [Faz três semanas que o pr. Flávio pregou sobre o Domingo 20, que fala sobre a pessoa do Espírito Santo, e duas semanas atrás ele pregou sobre o Domingo 21, que fala sobre a oficina do Espírito Santo, que é a igreja]. Aqui na igreja o Espírito Santo está trabalhando com material precioso: com pessoas, como você e eu; pessoas pelas quais Cristo pagou um alto preço, derramando seu sangue. O Espírito Santo transforma essas pessoas numa comunidade de santos. Uma comunidade que é eleita para a vida eterna. O objetivo é esse. O plano é que vocês, como congregação cristã, finalmente se apresentem perante Deus, como filhos: herdeiros da vida eterna.

Para realizar esse objetivo, o Espírito Santo está trabalhando aqui na terra. Ele chama as pessoas para crer em Cristo; ele as ensina quem é Cristo e as exorta a seguir Jesus Cristo e a amá-lo; ele as reúne na igreja e dessa maneira - desde o Pentecostes - cresce a igreja de Cristo, que é destinada para a vida eterna. Vocês, irmãos, são uma pequena parte dessa igreja universal.

O Espírito Santo trabalha, também, em sua vida. Já dissemos isso no dia do seu batismo. Nós confessamos que os nossos filhos, embora concebidos e nascidos em pecado e por isso sujeitos a toda sorte de miséria, são santificados em Cristo; vocês têm um lugar especial neste mundo; vocês são separados do mundo para amar a Deus e para dedicar a sua vida a Ele; não por um momento, mas para sempre: eternamente. Com esse objetivo o Espírito Santo trabalha na tua vida, para te santificar mais e mais.

A nossa santificação é um processo contínuo, que dura até o final: desde o teu... Para ler mais, clique aqui.

 

T: Domingo 44B CdH

L: 1 João 3, 1-10

 

Irmãos,

 

Há um tipo de homem que chamamos de perfeccionista. É um homem que quer fazer TUDO perfeitamente. Um homem que não pode ver alguns defeitos em seu trabalho. Ele se sente desconfortável com esses defeitos. TODO o seu trabalho deve ser perfeito. Até os pequenos detalhes. São pessoas exigentes. Consigo mesmas e também com os outros. Eles estão sempre controlando o trabalho dos outros e criticando se houver defeitos.

Encontramos tais pessoas no mundo, mas as encontramos também na igreja. E há igrejas que estão dizendo que o homem deve se esforçar para ser perfeito (isso não é errado), mas elas dizem também (e isso é errado) que o homem pode atingir um estado de perfeição, aqui na terra, durante ESTA vida. Há pessoas neste mundo que estão dizendo que venceram o pecado e que elas não pecam mais; eles se acham perfeitos. E por isso se referem a 1 João 3:9: “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus”.

João fala sobre os renascidos. Os regenerados. Pedro disse aos membros das congregações (1 Pe. 1, 23): “Fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a Palavra de Deus, a qual vive e é permanente.” Os renascidos são as pessoas que creem em Deus. Eles foram renascidos pelo Espírito de Deus (João 3, 5-6); eles foram chamados das trevas para a luz; da morte para a vida.

A regeneração é o dom de Deus; é a obra imediata, sobrenatural do Espírito Santo, realizada em nós. Seu efeito é fazer com que nós, da morte espiritual, passemos à vida espiritual. Isso muda a disposição de nossa alma, inclinando nosso coração para Deus. O fruto da regeneração é a fé. Uma fé viva. Uma fé com obediência; uma fé com amor...Para ler mais, clique aqui.

Leitura: Domingo 34a

Texto: 1 Cor. 5,9-12 & 1 Cor. 6, 9-11

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

A maioria das pessoas tem o bom costume de lavar as mãos antes de comer; os judeus tinham este costume, mas outras culturas também. Aqui também as mães perguntam os seus filhos antes do jantar: “Já lavou as suas mãos?”. E quando vamos para um jantar oficial, num restaurante, temos o costume de não somente lavar as nossas mãos, mas de tomar um banho e de colocar perfume, pois o que as pessoas vão pensar se você aparece com as roupas sujas, com manchas de óleo, e com mãos imundas? O que as pessoas vão pensar?

Imagine que você recebe um convite do prefeito ou do presidente. Como você iria para esta festa? Com certeza ninguém aqui iria de camisa esportiva e sandálias. Todos quereriam ir bem vestidos. Então, irmãos, eu acho que cada um aqui presente vai se apresentar bem, se participar de tal jantar. Especialmente se vamos visitar uma pessoa importante. Nós nos limpamos e usamos um sabonete perfumado, para não incomodar outras pessoas. E como seria, irmãos, se fôssemos encontrar Jesus Cristo? O Cristo glorificado que se apresenta em Ap. 1, 13-15. Imagina que ele estaria presente hoje. Nesta santa ceia. O que Ele ia pensar de nós. Vocês pensaram nisso? Se prepararam para isso? Vocês se examinaram bem antes de vim para a igreja? Talvez tomaram um banho? Talvez colocaram um perfume, para se apresentar bem. Muitas vezes nos preparamos bem no exterior, mas como está o nosso interior?

A bíblia nos ensina que o povo devia se santificar quando havia um encontro com Deus. Lemos sobre isso em Êxodo 19, 10-15. O povo devia se santificar. Lavar as suas roupas; e ficar numa distância. Eles não podiam se aproximar por ...Para ler mais, clique aqui.

Texto: Hebreus 12, 14-17     

 

Queridos Irmãos em Jesus Cristo,

A palavra de Deus que encontramos em Hebr. 12: 14-17 é uma palavra para todos que querem seguir o Senhor. Pois o texto nos revela o que devemos fazer se quisermos ver o Senhor. O texto diz: “Segui a paz com todos e a santificação, SEM A QUAL NINGUÉM VERÁ O SENHOR!”

Essas coisas são essenciais para todos que querem ver o Senhor. PAZ COM TODOS E A SANTIFICAÇÃO. Essas coisas são também essenciais para todos que querem participar na Santa Ceia. Na Santa Ceia encontramos o Senhor. Na Santa Ceia veremos os sinais de pão e vinho, que nos lembram do Senhor, que está no céu. E todos que querem participar da Santa Ceia devem seguir a PAZ COM TODOS e a SANTIFICAÇÃO. Quem não tem paz com todos e quem não se santifica, será rejeitado por Jesus Cristo. Ele não verá o Senhor, e ele também não tem direito de participar na ceia do Senhor. O texto fala sobre isso e nos dá um exemplo negativo.

No capítulo 11 de Hebreus vemos vários exemplos positivos de homens piedosos. Exemplos para todos os crentes. Mas aqui no Capítulo 12 encontramos o contrário. Um exemplo negativo. Não devemos seguir os passos daquele homem. Deus o rejeitou e agora Ele nos diz:

 

NÃO SEJA COMO ESAÚ, POIS ELE FOI:

  1. FALTOSO;
  2. IMPURO;
  3. PROFANO;
  4. REJEITADO.

 

NÃO SEJA COMO ESAÚ, POIS ELE FOI FALTOSO;

Irmãos, este texto de (Hb. 12: 14-17) nos mostra o caminho de um homem que inicialmente estava com Deus, mas depois ele se afastou de Deus e procurou outros deuses; aqueles deuses contaminaram a vida dele, de modo que ele ficou impuro e profano. E no fim desse caminho Deus o rejeitou. Houve quatro fases na vida de Esaú; e cada fase mostra que ele se afasta mais e mais da graça de Deus. A primeira fase é essa: que ninguém seja faltoso, separando se da graça de Deus. Que ninguém seja FALTOSO. O Autor usou uma palavra que foi usada no mundo de esportes. A palavra FALTOSO quer dizer: retardar, ficar atrás.

A ideia é mais ou menos essa. Há um grupo de atletas, que foram selecionados para correr e para ganhar um prêmio. Como está escrito em (Hb. 12:1): “corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta”.

A vida de um crente é como uma corrida. Devemos correr com PERSEVERANÇA. Pois só assim vamos conseguir e chegar ao fim dessa corrida. Devemos nos concentrar bem e não perder o alvo da nossa vida: quer dizer, a glória com Jesus Cristo. Devemos correr com perseverança e não retardar, não ficar atrás. Essa é a ideia: um dos atletas começou a corrida, e durante a corrida ele perdeu o interesse de ganhar, pois ele está vendo outras coisas ao lado da pista que chamam a sua atenção; há mulheres bonitas se insinuando, e ele acha isso mais interessante. Ele se deixa desviar por outras coisas; ele não se interessa mais pela corrida e para de correr....Para ler mais, clique aqui.

Texto: Filipenses 2: 12-18

 

Queridos irmãos,

Às vezes acontecem coisas ruins na nossa vida e nós não sabemos o porquê. Existem certos momentos em que nós só sentimos a miséria e a tristeza. Só depois de muito tempo podemos ver os efeitos positivos daquele momento desagradável.

Como aqui no caso de Paulo. Paulo está na prisão. E da prisão ele manda uma carta à congregação de Filipe. Uma carta com muitas boas palavras e com muitas exortações. Uma carta que edificou e exortou muitas igrejas. Imaginem que Paulo não estivesse na prisão; ele também não teria escrito esta carta. Mas Deus queria que isso  acontecesse. E assim Deus providenciou esta carta para nós.

Então, como já disse: Paulo estava ausente. Ele estava na prisão. Ele não podia visitar a igreja de Filipe. Por causa disso ele mandou uma carta, pois ele quer exortar a congregação. Ele quer que eles fiquem firmes na fé. Os irmãos não devem perder a esperança. Por causa disso ele falou sobre Jesus Cristo.

Ele mostra em primeiro lugar que os irmãos não devem ficar assustados ouvindo que o seu missionário está na prisão. Isso faz parte da vida cristã. Cristo mesmo nos deu um exemplo.  E todos nós devemos seguir o exemplo de Cristo, que se humilhou, tornando- se obediente até a morte.  Paulo seguiu o exemplo de Jesus e por causa disso ele está na prisão. E ele quer que os irmãos continuem no caminho atrás de Jesus Cristo. Seguindo e exemplo de Jesus Cristo. Eles também devem ser obedientes. Não somente na presença de Paulo, mas também na ausência dele. Eles devem continuar! A salvação depende disso! Isso tem a ver com a obra do Espírito de Deus na nossa vida. Aqui se trata da obra da santificação.

Paulo trabalhou como...Para ler mais, clique aqui.