Berichten getagd ‘Amor ao próximo’

Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amei

Texto: João 15: 12-17

Leitura: João 15: 1-17

 

O capítulo 15 do Evangelho de João é um dos bonitos textos da Bíblia que explica muito bem como somos unidos com Jesus Cristo em amor fraternal, como membros de um só corpo; e como devemos mostrar este amor uns aos outros. Jesus Cristo mesmo explicou isso aos seus discípulos. Ele usou o exemplo de uma videira e disse:

“Eu sou a verdadeira videira. [-] Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele produz muitos frutos; porque, sem mim, nada podeis fazer”.

“Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim”.

O exemplo que Jesus usa é simples e poderoso. É bem claro o que ele quer dizer. Temos a vida só em comunhão com ele; e podemos produzir frutos só em comunhão com ele. Esta metáfora enfatiza A COMUNHÃO com Cristo. Como na Santa Ceia. A Santa Ceia nos mostra também a comunhão com Cristo.

Aqui na mesa temos comunhão com o sacrifício de Cristo na cruz.

Aqui na mesa compartilhamos a benção da cruz: o perdão dos nossos pecados. Aqui na mesa sentimos o amor de Cristo, que ofereceu a sua vida por nós. Como ele mesmo disse em vs. 13: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”. Cristo fez isso. Ele nos mostrou o seu amor. E ele quer que sejamos infectados pelo seu amor.

O amor de Cristo deve dominar a nossa vida;

O amor de Cristo deve governar os nossos atos;

O amor de Cristo deve produzir frutos na nossa vida. Frutos de amor. Uvas de amor.

Isso DEVE ser assim. Pois o Senhor do AMOR manda...Para ler mais, clique aqui.

Jesus nos ensina a ter amor puro, sem interesses

Texto: João 15: 12-17

Leitura: João 15: 1-17

 

O capítulo 15 do Evangelho de João é um dos bonitos textos da Bíblia que explica muito bem como somos unidos com Jesus Cristo em amor fraternal, como membros de um só corpo; e como devemos mostrar este amor uns aos outros. Jesus Cristo mesmo explicou isso aos seus discípulos. Ele usou o exemplo de uma videira e disse:

“Eu sou a verdadeira videira. [-] Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele produz muitos frutos; porque, sem mim, nada podeis fazer”.

“Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim”.

O exemplo que Jesus usa é simples e poderoso. É bem claro o que ele quer dizer. Temos a vida só em comunhão com ele; e podemos produzir frutos só em comunhão com ele. Esta metáfora enfatiza A COMUNHÃO com Cristo. Como na Santa Ceia. A Santa Ceia nos mostra também a comunhão com Cristo.

Aqui na mesa temos comunhão com o sacrifício de Cristo na cruz.

Aqui na mesa compartilhamos a benção da cruz: o perdão dos nossos pecados. Aqui na mesa sentimos o amor de Cristo, que ofereceu a sua vida por nós. Como ele mesmo disse em vs. 13: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”. Cristo fez isso. Ele nos mostrou o seu amor. E ele quer que sejamos infectados pelo seu amor.

O amor de Cristo deve dominar a nossa vida;

O amor de Cristo deve governar os nossos atos;

O amor de Cristo deve produzir frutos na nossa vida. Frutos de amor. Uvas de amor.

Isso DEVE ser assim. Pois o Senhor do AMOR manda...Para ler mais, clique aqui.

A questão dos dízimos é uma questão de coração

Texto: João 15: 12-17

Leitura: João 15: 1-17

 

O capítulo 15 do Evangelho de João é um dos bonitos textos da Bíblia que explica muito bem como somos unidos com Jesus Cristo em amor fraternal, como membros de um só corpo; e como devemos mostrar este amor uns aos outros. Jesus Cristo mesmo explicou isso aos seus discípulos. Ele usou o exemplo de uma videira e disse:

“Eu sou a verdadeira videira. [-] Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele produz muitos frutos; porque, sem mim, nada podeis fazer”.

“Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim”.

O exemplo que Jesus usa é simples e poderoso. É bem claro o que ele quer dizer. Temos a vida só em comunhão com ele; e podemos produzir frutos só em comunhão com ele. Esta metáfora enfatiza A COMUNHÃO com Cristo. Como na Santa Ceia. A Santa Ceia nos mostra também a comunhão com Cristo.

Aqui na mesa temos comunhão com o sacrifício de Cristo na cruz.

Aqui na mesa compartilhamos a benção da cruz: o perdão dos nossos pecados. Aqui na mesa sentimos o amor de Cristo, que ofereceu a sua vida por nós. Como ele mesmo disse em vs. 13: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”. Cristo fez isso. Ele nos mostrou o seu amor. E ele quer que sejamos infectados pelo seu amor.

O amor de Cristo deve dominar a nossa vida;

O amor de Cristo deve governar os nossos atos;

O amor de Cristo deve produzir frutos na nossa vida. Frutos de amor. Uvas de amor.

Isso DEVE ser assim. Pois o Senhor do AMOR manda...Para ler mais, clique aqui.

Olhar com amor e ouvir com amor; sermão diaconal.

Texto: João 15: 12-17

Leitura: João 15: 1-17

 

O capítulo 15 do Evangelho de João é um dos bonitos textos da Bíblia que explica muito bem como somos unidos com Jesus Cristo em amor fraternal, como membros de um só corpo; e como devemos mostrar este amor uns aos outros. Jesus Cristo mesmo explicou isso aos seus discípulos. Ele usou o exemplo de uma videira e disse:

“Eu sou a verdadeira videira. [-] Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele produz muitos frutos; porque, sem mim, nada podeis fazer”.

“Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim”.

O exemplo que Jesus usa é simples e poderoso. É bem claro o que ele quer dizer. Temos a vida só em comunhão com ele; e podemos produzir frutos só em comunhão com ele. Esta metáfora enfatiza A COMUNHÃO com Cristo. Como na Santa Ceia. A Santa Ceia nos mostra também a comunhão com Cristo.

Aqui na mesa temos comunhão com o sacrifício de Cristo na cruz.

Aqui na mesa compartilhamos a benção da cruz: o perdão dos nossos pecados. Aqui na mesa sentimos o amor de Cristo, que ofereceu a sua vida por nós. Como ele mesmo disse em vs. 13: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”. Cristo fez isso. Ele nos mostrou o seu amor. E ele quer que sejamos infectados pelo seu amor.

O amor de Cristo deve dominar a nossa vida;

O amor de Cristo deve governar os nossos atos;

O amor de Cristo deve produzir frutos na nossa vida. Frutos de amor. Uvas de amor.

Isso DEVE ser assim. Pois o Senhor do AMOR manda...Para ler mais, clique aqui.

Nós usamos cookies!

Ao utilizar este site, você concorda que este site coloca cookies no seu dispositivo. Um cookie é um pequeno arquivo de texto que o site usa para fazer a função do website e tornar sua visita eficiente.

Clique no contrato para um site totalmente funcional ou veja os detalhes na página de detalhes antes de concordar.