Skip to content

Berichten getagd ‘Natal’

Jesus, o Salvador, está dentro de nós; não precisamos de estátuas nem de imagens

 

 

T: Mt. 1, 18-25                               

L: Dom. 11 CdH

(O sermão foi feito na proximidade do natal. Alguns trechos podem ser adaptados.)

 

Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus,

Quem é Jesus para você?

Você pode ter um momento para pensar sobre isso. Esta pergunta é para todos os que estão aqui. Para as crianças, para os adolescentes, para os jovens, para os solteiros, para os casais, para as viúvas, para os visitantes. Quem é Jesus para você?

[Nesta época do ano muitas pessoas pensam em Jesus e se lembram do nascimento dele]. Jesus é o filho de Maria, que nasceu em Belém, em circunstâncias extraordinárias. Houve anjos nos céus, que anunciaram o nascimento aos pastores, que foram os primeiros a visitar Jesus. Muitas pessoas pensam nisso e colocam um pequeno estábulo em casa para mostrar que o Natal é de Cristo. Mas é só isso? Jesus é o menino fofinho do Natal?

Se perguntar às crianças, provavelmente vou ouvir que Jesus era um homem que fez muitos milagres! A Bíblia para as crianças ensina isso. Conta todas as milagres de Jesus. Uma história mais linda que a outra. Jesus curou a dor de cabeça da sogra de Pedro; curou pessoas com doenças mais sérias: pessoas cegas, surdas, paralíticas; pessoas na beira da morte e até levantou os cadáveres que já estavam no caixão; e até Lázaro, que já estava há quatro dias no sepulcro!! Muitas crianças consideram Jesus com um homem milagroso. Um tipo de super-homem!

Outras pessoas pensam logo na morte de Jesus. Jesus na cruz. Esta imagem é muito forte aqui no Brasil. Esta imagem foi cultivada pelos apóstolos, que pregaram a mensagem da cruz. Como Paulo fez isso, dizendo: “Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus!” (1 Cor. 1,18). Jesus na cruz. ...Para ler mais, clique aqui.

Os primeiros atos do governo de Jesus Cristo

T: Apocalipse 12, 7-12

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

 

O mundo é igual a um palco. Nós observamos o que está acontecendo no palco, mas há também coisas que acontecem atrás das cortinas. Essas coisas são encobertas. Nós podemos observar por meio do jornal e da televisão o que está acontecendo neste mundo, mas não podemos ver as coisas invisíveis; o mundo tem um lado visível e um lado invisível. O lado espiritual.

Os evangelhos nos mostraram o lado visível de Natal. O Apocalipse nos mostrou o lado invisível de Natal. A guerra nos corredores de Natal. A batalha espiritual entre o Dragão e o Filho de Deus. Esta guerra começou no Paraíso e continua até hoje.

Houve uma batalha na terra no dia de Natal: o Dragão tentou matar o Filho, mas o Filho foi arrebatado para o céu; quer dizer que  o campo de batalha se mudou para o céu; porque depois disso o apóstolo João recebeu uma outra visão, que lhe mostrou a batalha que houve no céu: Miguel e os seus anjos pelejaram contra o Dragão e os seus anjos.

 

OS PRIMEIROS ATOS DO GOVERNO DE JESUS CRISTO, QUE TEM O CETRO DE FERRO.

ESSES ATOS TÊM CONSEQUÊNCIAS PARA:
  • MIGUEL E OS SEUS ANJOS;
  • O DRAGÃO E OS SEUS ANJOS;
  • A IGREJA DE CRISTO

 

Miguel e os seus anjos

Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão.

De repente aparece outra cena e outra personagem: Miguel e os seus anjos.

Este Miguel não é um anjo desconhecido.  Já ouvimos falar sobre ele anteriormente.

O profeta Daniel falou sobre este Miguel (em Daniel 10 e 12). Este Miguel é um anjo importante. Ele é chamado (Daniel 12,1) o Grande príncipe, o defensor dos filhos de Israel.  A tarefa dele é proteger os filhos de Israel contra os ataques dos anjos do inimigo.  Em Daniel 10 um homem do céu  apareceu a Daniel e lhe diz que se atrasou porque o príncipe do mal, que dominava o reino da Pérsia, lhe resistiu por vinte e um dias, mas Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar, e assim o homem teve a vitória sobre os reis da Pérsia.

Lendo isso, podemos concluir que Miguel é um anjo especial. Um líder. Um príncipe. Um dos primeiros. E a tarefa dele é proteger os filhos de Israel. Isso explica porque ele aparece aqui.  Porque um dos filhos de Israel, Jesus Cristo, está ameaçado. Ele foi arrebatado ao trono, mas parece que o Dragão e os seus anjos foram atrás dele...Para ler mais, clique aqui.

A guerra nos corredores do Natal

T: Apocalipse 12,5 + Salmo 2

L: Mateus 2, 1-12

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

 

Hoje é o dia em que quase todo mundo comemora o dia de Natal.

Todo mundo canta: “Noite de paz, noite de amor. Tudo dorme em derredor”.

O dia de Natal é um dia de paz, um dia de alegria e de felicidade.

Os irmãos se reúnem em paz na igreja; as famílias se reúnem em paz em casa.

Até nos lugares onde há guerra, os partidos param de lutar por um dia para comemorar o dia de Natal. Noite de paz, noite de amor. Tudo está em paz.

Havia paz na manjedoura, porque o menino Jesus estava dormindo;

Havia paz ao redor da manjedoura, porque José e Maria estavam felizes;

Havia paz nos campos de Belém, onde os pastores estavam vigiando;

Havia paz no céu, onde os anjos estavam cantando;

Tudo estava em paz.

Tudo? Realmente tudo? Não! Não tudo! Ap. 12,4, falando sobre Natal, diz:

O Dragão se deteve em frente da mulher, que estava para dar à luz, a fim de lhe devorar o filho quando nascesse...

Na escuridão do Natal, vivia uma criatura invisível;

Havia um espírito do mal ao redor de Belém;

Um demônio que não tem paz no coração;

Ele só terá paz se o menino for morto.

Ele tem medo deste menino.

Porque este menino nasceu para governar com o cetro de ferro;

Este menino nasceu para destruir a antiga Serpente, o Diabo, o Satanás.

Ele nasceu para fazer a guerra;

“Nada de paz, nada de amor, tudo morre em derredor”.

Haviam soldados em Jerusalém;

Eles estavam limpando as suas armas,

Esperando a ordem para buscar O rei dos Judeus e matá-lo!

O Espírito do mal se deteve em frente da mulher, que estava para dar à luz,  a fim de lhe devorar o filho quando nascesse...

 

A GUERRA NOS CORREDORES DE NATAL

  1. A GUERRA AO REDOR DO NASCIMENTO DO CRISTO;
  2. A GUERRA AO REDOR DO CRESCIMENTO DE CRISTO;
  3. A GUERRA DEPOIS DO ARREBATAMENTO DE CRISTO;

 

Irmãos,

Apocalipse 12, 5 diz: Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com vara de ferro. Este texto fala sobre o nascimento do Messias e sobre o destino dele: ele governará todas as nações.

O anjo já disse coisa semelhante à Maria (Lucas. 1, 31):  Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus; Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; Ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim. Mas o texto em Apocalipse 12 nos oferece um detalhe interessante. O texto diz: ele governará todas as nações com vara de ferro.

Essa ‘vara de ferro’ é uma palavra chave que vem do Salmo 2. O Salmo 2 é um salmo profético. Contém uma profecia sobre o futuro. Sobre o Messias, sobre o Cristo. O Salmo 2 é um dos salmos mais citados no NT, apontando Jesus como o Messias. (Mt. 3,17; 17,5; Atos 4,25-27; 13,33; Rom 1,4; Hb. 1,5; 5,5; Apoc. 2,26-27; 12,5; 19,15). De acordo com o Novo testamento, podemos dizer que o salmo fala sobre o Messias, sobre Jesus Cristo. Ele é o filho, que merece a vara de ferro. O salmo se cumpriu na sua época. O início do Salmo fala sobre a guerra nos corredores do Natal:

 “Por que se enfurecem os gentios e os povos imaginam coisas vãs?

Os reis da terra se levantam, e os príncipes conspiram!

Contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo:

Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas”.

O salmo está dizendo que os reis estavam fazendo planos, conspirações... Contra o Senhor e o seu Cristo. Eles não querem se submeter ao Cristo. A história de Jesus confirma isso. Porque quando Jesus nasceu, apareceu uma estrela no céu. Esse foi um sinal, que chamou a atenção dos magos. Eles observaram este sinal e foram buscar ‘o grande rei dos Judeus’. Chegaram em Jerusalém e contaram toda história ao rei Herodes, O Grande. Herodes conhecia as antigas profecias, e reagiu conforme se disse no salmo 2. ...Para ler mais, clique aqui.

O panorama profético do Natal

T: Apocalipse 12

L: Gênesis 3,15;

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Estamos perto do dia de Natal.  Nesse dia nós comemoramos o nascimento do nosso Senhor Jesus Cristo.  Mas como nós comemoramos o nascimento dele?  Muitas vezes fazemos isso isoladamente.  Só observamos o momento histórico do nascimento dele, as circunstâncias em que ele nasceu sem observar as consequências.  A nossa visão é muito limitada.

Nós somos como um motorista na fila. Ele anda na estrada e num certo momento fica preso num engarrafamento. Ele só pode ver o carro em frente dele e o carro ao lado dele e atrás dele. Então, ele tem uma visão limitada. Ele não pode ver o que aconteceu em frente, o que causa a fila; e ele também não pode ver o que está acontecendo atrás. Ele está no meio da fila e a sua visão se limita a isso. Ele não sabe o que a polícia esta fazendo para resolver a situação. Mas o jornalista, que está num helicóptero, tem uma visão mais ampla. Ele pode ver tudo. Ele sabe o que aconteceu em frente e o que está acontecendo atrás. Ele pode ver o que a polícia está fazendo, assim tem uma visão bem mais ampla e descreve a situação.

O apóstolo João é como tal jornalista. Ele recebeu uma visão muito mais ampla sobre o nascimento de Jesus Cristo. Deus lhe mostrou a história de Natal através de imagens que foram projetadas no céu. Como uma apresentação de slides. Deus lhe revelou a história de Natal desde o início até o final.

O Apocalipse nos oferece a história de Natal pela perspectiva profética de João, ou talvez seja melhor dizer: pela perspectiva profética de Jesus, porque o Apocalipse oferece as revelações de Jesus à João! O ...Para ler mais, clique aqui.

Natal no paraíso; a guerra entre a serpente e a mulher

Texto: Apocalipse 12

 

Irmãos,

Houve Natal no Paraíso? O que vocês acham? Adão e Eva conheciam a festa de Natal? Sim! Eles conheciam. Não como nós celebramos o dia de Natal. Mas, eles conheciam o Natal mais simples do mundo. Não houve um culto, nem uma bíblia como nós temos. Mas eles conheciam a essência do Natal. Eles tinham a promessa do Natal. Deus lhes contou em algumas palavras a essência do Natal. Ele disse:

 

Porei inimizade entre ti e a mulher,

E entre tua semente e a sua semente;

Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar.

 

Com estas palavras Deus prometeu a festa de Natal. Pois a festa de Natal é a festa da mulher; A festa da sua semente. É a festa da vitória. A vitória sobre a serpente, a vitória sobre a semente da serpente. No dia de Natal a mulher dará à luz um filho que vai ferir a cabeça da serpente.

Mas antes disso, muitas coisas acontecerão. Antes disso haverá um conflito profundo. Haverá inimizade; haverá guerra. Entre a serpente e a mulher. Entre a descendência da mulher e a descendência da serpente.

Inimizade nas gerações. Não por um momento, mas por muito tempo. Uma inimizade eterna. Em todas as gerações. Adão e Eva e os seus descendentes vão experimentar isso. Uma inimizade forte, um ódio profundo, do lado da serpente.

Quem é a serpente? Nós não lemos nada sobre isso nos primeiros capítulos da bíblia. Isso é explicado nos últimos capítulos da bíblia. No livro de Apocalipse. Em Apocalipse 12 encontramos de novo uma mulher e a serpente. A serpente do início cresceu bastante. Ela atingiu o seu crescimento máximo: a serpente se tornou num dragão. Em Apocalipse 12,9 João nos...Para ler mais, clique aqui.

O nascimento de Jesus

Texto: Lucas 2: 1-7

 

Amados irmãos em Cristo,

A história de Natal é, para muitas pessoas, mais ou menos como um conto de fadas. Para elas não é importante se as coisas aconteceram de verdade, mas é uma fábula com vários temas, em que todo mundo pode se reconhecer. Conforme essas pessoas, o Natal é uma história do AMOR PARA A CRIANÇA e a mensagem deve ser que nós também temos que amar as nossas crianças ou ajudar as crianças sem família, sem comida, ou sem casa;

Para outras pessoas o Natal é uma história que fala sobre A MÃE CUIDADOSA. Maria! E conforme elas a mensagem deve ser que todas as mães devem ser obedientes à Deus. Outras acentuam a atmosfera romântica: José, Maria e o nenê, uma Família ABENÇOADA e FELIZ. Assim seja nas nossas casas no Natal; Então, assim há muitos mais temas: A PAZ NO MUNDO, A POBREZA, A SOLIDÃO, SER ESTRANGEIRO etc. Assim existem  várias maneiras de fazer uma relação entre o nascimento de Cristo e os problemas sociais de hoje em dia, e não importa as veracidade das coisas.

E o que vocês acham disso, irmãos? O que aconteceu no Natal foi uma história real? José, Maria e Jesus foram pessoas reais? Ou tudo isso é uma fábula? Não é, irmãos! É uma história real. É muito importante acreditar que o nascimento de Jesus é um fato real. Se não fosse, seria um conto de fadas. E se fosse um conto de fadas, seria melhor que vocês ficassem em casa hoje, pois quem adoraria uma figura dum conto de fadas? Quem faz isso é louco. MAS, irmãos, vocês não são loucos. E esse prédio não é um sanatório, mas a Igreja de Cristo.

Nós cremos que Jesus Cristo...Para ler mais, clique aqui.

A alegria de Maria; preparação para o Natal e Santa Ceia

Texto: Lucas 1, 28-29                                 

Leitura: Lucas 1, 26-38

 

Queridos irmãos em Cristo Jesus,

Houve uma explosão de alegria em Israel quando Cristo nasceu.

Observando as reações das pessoas que foram testemunhas do nascimento de Jesus Cristo, devemos dizer que elas estavam cheias de alegria.

  • A velha Ana pulou de alegria quando viu o menino Jesus no templo (Luc. 2,38);
  • O velho Simeão pegou o menino nos seus braços e louvou a Deus (Luc. 2,28);
  • Os pastores voltaram para o rebanho, depois da visita, glorificando e louvando a Deus (Luc. 2,20);
  • Os Anjos cantaram cheios de alegria (Luc. 2,13);
  • Zacarias se alegrou conhecendo o plano de Deus (Luc. 1,68);
  • Isabel estava alegre com a misericórdia do Senhor (Luc. 1,58);
  • O bebê Joãozinho estremeceu de alegria ainda na barriga de Isabel (Luc. 1,44);
  • Maria estava alegre e cantou: a minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus (Luc. 1,46);

Todos estavam alegres. E por quê? O anjo Gabriel explicou este porquê, pois ele iniciou esta onda de alegria. Ele chegou à casa de Maria e lhe disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”. Estas palavras explicam exatamente o motivo da alegria, que encontramos na Bíblia não somente na época em que Jesus nasceu, mas também antes e depois disso. A Bíblia nos mostra que a presença de Deus é um motivo de grande alegria para os crentes.

Assim era no Paraíso (Is. 51,3), onde o Senhor andava com Adão;

Assim era no Templo (Is. 12,6), onde o Senhor habitava no meio do seu povo;

Assim será no futuro, na nova Jerusalém (Is. 65,17-19), onde Deus estará no meio do seu povo. E assim será também na época Messiânica, quando o Senhor estará no meio do seu povo.

Isaías falou sobre isso em Isaías 11 e 61 e deixou bem claro que o Messias traria...Para ler mais, clique aqui.

Nós usamos cookies!

Ao utilizar este site, você concorda que este site coloca cookies no seu dispositivo. Um cookie é um pequeno arquivo de texto que o site usa para fazer a função do website e tornar sua visita eficiente.

Clique no contrato para um site totalmente funcional ou veja os detalhes na página de detalhes antes de concordar.

Scroll To Top