Domingo 18 CdH

P. 49. Que importância tem, para nós, a ascensão de Cristo?

R.: Primeiro: ele é, no céu, nosso Advogado junto a seu Pai. Segundo: em Cristo, temos nossa carne no céu como garantia segura de que ele, como nosso Cabeça também nos levará para si como seus membros. Terceiro: ele nos envia seu Espírito como garantia. Pelo poder do Espírito, buscamos as coisas que são do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus, e não as coisas que são da terra.

Texto: Colossenses 3, 1-4

Leitura: Domingo 18d.

Irmãos,

A doutrina sobre a ascensão de Cristo tem tudo a ver com o nosso culto aqui. Cristo está no céu; à direita de Deus Pai. Fisicamente Cristo subiu ao céu e está sentado à direita de Deus Pai. Cristo está ali e voltará um dia para estar conosco de novo fisicamente. Neste momento Cristo está também conosco, mas espiritualmente.

Cristo está presente pela sua Palavra e pelo seu Espírito; e pelos seus SACRAMENTOS. Pois os sacramentos são SINAIS, são LEMBRANÇAS que nos trazem a memória de Cristo. Faça isso em memória de mim, disse Jesus, quando ele instituiu a Santa Ceia. Faça isso em memória de mim.

Isso quer dizer que Cristo não está presente fisicamente, mas a memória dele está viva em nós. E cada vez que celebramos a Santa Ceia nós refrescamos a nossa memória; nós somos conscientes de que ele não está aqui, em nosso meio, mas que ele está lá, ao lado do Pai. E, por causa disso, a Santa Ceia diz: “Devemos levantar os corações a Jesus Cristo, o nosso intercessor à direita do Pai”.  Chamamos esta parte de o “Sursum corda” = levantemos os ... Para ler mais, clique aqui.

T: Salmo 32

L: 1 Samuel 12, 1-15

 

Queridos irmãos/irmãs em Cristo Jesus,

Vocês já descobriram como é difícil pedir desculpas? Como é difícil admitir a culpa de ter feito alguma coisa errada? Quase todos têm problemas com isso. A primeira reação é: não fui eu, foi ela; foi ela: uma outra pessoa! Ou: foram as circunstâncias: ele nasceu assim; nunca foi amado; foi maltratado pelo padrasto, etc.; Ou: foi a máquina que estava com defeito. Sempre o homem aponta para outra coisa ou outra pessoa para se desculpar. Já desde o princípio.  Não foi? Adão disse: foi a mulher que me deste como esposa; e a mulher disse: foi a serpente que me enganou! Está vendo?

Nós temos a tendência de negar a nossa culpa, apontar outra pessoa como culpada; e se isso não funcionar, vamos justificar ou diminuir o erro. Não é fácil admitir generosamente a nossa culpa. E se acontecer, se alguém faz isso, muitas pessoas nem conseguem acreditar; será que fulano foi sincero? Será que foi a sério? Isso também já mostra como é difícil admitir a sua culpa e pedir desculpas. O homem tem a tendência de esconder a sua culpa. Ele deve ser forçado a admiti-la. Pelas provas, ou por uma testemunha; ou pela GRANDE TESTEMUNHA de todas as coisas: por Deus mesmo.

Davi experimentou isso em sua vida. Ele esteve fraco e pecou; depois ele tentou camuflar o erro dele; ele tentou esconder o pecado. Mas Deus mandou o profeta ... Para ler mais, clique aqui.

 

Texto: Domingo 7A                                                 

Leitura: 2 Cor. 5,11-21

 

Irmãos,

Vocês acham que TODOS os homens vão para o céu? Verdadeiramente, TODOS? Por exemplo: os seus vizinhos, vão para o céu? E todos os outros... Na sua rua? Aqui na Igreja ninguém os viu, ou só uma vez, mas depois... Será que vamos vê-los no céu? Isso cabe também por todas as outras pessoas aqui em Maceió, e não só aqui em Maceió, mas também todas as pessoas nas outras cidades e estados do Brasil. Todas as pessoas que estão em outros países ao redor do Brasil. Ou melhor, no mundo todo... Verdadeiramente TODAS AS PESSOAS.

Apesar de como elas se chamam; apesar de como se aparecem; como elas são ou o que elas fizeram. Se forem pobres ou feios, assassino ou muçulmano, soldado ou mulher, negro ou doente, etcetera, etecetera. Posso continuar assim. Verdadeiramente, TODAS as pessoas. TODO mundo.

Essa é de fato a pergunta principal que encontramos aqui no Domingo 7. TODOS OS HOMENS, ENTÃO, TORNAM-SE SALVOS POR CRISTO, ASSIM COMO PERECERAM EM ADÃO? Não, diz o Catecismo. Somente aqueles que, pela verdadeira fé, são unidos a Cristo.

Nem todo mundo concorda com essa resposta. Há pessoas que acham essa resposta limitada demais. Eles são confundidos com outros textos na Bíblia. Por exemplo, 2 Cor. 5,19 onde está escrito que Deus estava em Cristo reconciliando consigo O MUNDO, não imputando aos homens as suas transgressões. Olhem, aquelas pessoas dizem que lá esta escrito claramente que Deus estava reconciliando consigo O MUNDO. Não a igreja, mas o mundo. Não somente os crentes, mas graça para todas as pessoas. Uma reconciliação geral. Isso é a mensagem que podemos ouvir ao nosso redor. E essa mensagem não é nova. Essa mensagem foi ouvida na época da Reforma e antes também.

Graça para todo mundo...Para ler mais, clique aqui.

T.Hebr. 4,14 – 5,10

 L.Domingo 6 CdH

 

 

Queridos irmãos,

Um Castigo. Todo mundo sabe o que isso quer dizer. Se uma pessoa fizer de propósito alguma coisa errada, ela será castigada. Se fizer alguma coisa errada na escola, a professora pode dizer: Saia da sala e fique no corredor! E se a criança for muito rebelde e fizer muitas coisas erradas, a diretora pode dizer: saia da escola e fique em sua casa. Num tal momento a criança é isolada. Ela é separada do grupo. Ela está sozinha. Esse é o castigo.

Deus também deu um castigo. Quando Adão e Eva pecaram, Deus disse: saia do paraíso! Então eles saíram do Paraíso, e não podiam mais entrar. Deus disse: Vocês pecaram. Vão para o inferno! Não por um minuto, mas para sempre. Esse é o seu castigo. Para vocês e para os seus filhos. Todos merecem isso. Nós também, pois somos filhos de Adão. Temos uma natureza pecaminosa, igual a Adão.

Por consequência, há uma multidão de gente que vive fora do paraíso. Isso quer dizer, fora do Reino de Deus. E eles não sabem como podem entrar. Alguns tentam se livrar do seu sentimento de culpa, falando bem de si mesmo. Outros entram numa terapia; outros ainda tentam se livrar do remorso fazendo muitas boas obras. Assim, todo mundo tenta se livrar do seu remorso, de uma maneira ou de outra. Assim é a sua vida, assim é a sua religião: se livrar do seu remorso; eles querem compensar a sua culpa através de muito zelo, oração e boas obras. Dessa maneira eles querem se livrar do castigo eterno.

Mas esta maneira é errada. Muitas pessoas tentam se justificar; elas querem se salvar. Mas elas esquecem que isso não é possível. Deus nos ensina que isso não é possível. Um homem não pode se salvar. O homem aumenta a sua culpa todos os dias. Tudo o que ele pensa, ou diz, faze-o impuro.

Jó já disse (15,14-15): Como o homem pode ser puro? Como pode ser justo quem nasce de mulher? Pois se nem nos seus santos Deus confia, e se nem os céus são puros aos seus olhos, quanto menos o homem, que é impuro e corrupto, e que bebe iniquidade como água. ...Para ler mais, clique aqui.

L: Jó 4, 17-21

T: Domingo 5 CdH

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

 

A palavra de Deus diz o seguinte em Eclesiastes 9,2:

“Este é o mal que existe em tudo o que se faz debaixo do sol: o mesmo destino cabe a todos.

O coração dos homens está cheio de maldade. Enquanto vivem, seu coração está cheio de tolice,

E seu fim é junto aos mortos”.

Esse é o destino de todos.

Todos têm o mesmo destino, tanto o justo como o ímpio,

O bom como o mau,

O puro como o impuro,

O que sacrifica como o que não sacrifica;

O que jura como o que evita o juramento.

TODOS! Todos têm o mesmo destino.

E este destino é a morte!

 

Esta semana nós fomos testemunhas disso. [pode escolher um exemplo de uma pessoa conhecida na congregação que faleceu recentemente. Ela serve como exemplo concreto de que a morte atinge a todos] Ela faleceu e isso nos alerta, pois, como já disse, esse é o destino de todos! Incluindo nós.

Isso faz parte do destino do homem, pois faz parte do castigo de Deus.

Já no início, no paraíso, Deus tinha dito ao homem Adão que, se não obedecesse ao mandamento de Deus, ele e toda a sua descendência iam morrer.

A palavra de Deus diz (Gal. 3,10): “Maldito TODO AQUELE que não se atém a todas as prescrições que estão no livro da Lei para serem praticadas”. Deus fez esta maldição, pois Ele não aceita o pecado na sua criação. O pecado será eliminado. Pela morte.  Paulo confirma isso em Romanos 5,12, onde está escrito: “Eis porque, como por meio de um só homem o pecado entrou no mundo e, pelo pecado, A MORTE, e assim A MORTE PASSOU A TODOS OS HOMENS, porque todos pecaram”. A morte é o salário do pecado, irmãos. E ninguém pode escapar da morte. Nem o pobre, nem o rico. Todos temos o mesmo ...Para ler mais, clique aqui.

Texto: 1 Coríntios 7: 10-11

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Começamos a nossa série de sermões sobre o Capítulo 6. O apóstolo Paulo disse lá que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo. O nosso corpo é de Deus. Este dito é fundamental. Ele é a chave de Paulo para entrar na sua privacidade; para entrar na sua casa, na sua sala e também no seu quarto de dormir. Ele entra na sua casa para falar sobre a sua vida conjugal; pois ele sabe que O Senhor tem o direito de falar sobre isso.

Então, depois de justificar este assunto no Cap. 6, o apóstolo continua no cap. 7 e ele fala a vários membros dentro da congregação. Em primeiro lugar ele fala aos membros que NÃO são casados (vs. 2); em segundo lugar ele fala aos membros que são casados. Ele lhes dá cuidadosamente o seu conselho sobre a vida conjugal, especialmente sobre a abstenção (vs. 3-7); e depois disso ele fala aos solteiros e viúvas que querem casar (vs. 8-9); e cada vez ele fala sobre a questão: como tratar a sexualidade? Como devemos nos controlar?

No versículo 10 o apóstolo muda para um outro aspecto da vida conjugal. Ele começa falando sobre os conflitos dentro do casamento. Como controlar as tensões e os conflitos. No vers. 10 Paulo dá uma regra GERAL: “Todavia, aos casados mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do homem e que o marido não deixe a mulher”. Isso é o mandamento do Senhor. O Senhor fala sobre isso em (Mateus 19: 3-9). Fica claríssimo lá que não é licito para o homem deixar a sua mulher por qualquer motivo; só no caso de adultério o homem poderia deixar a sua mulher. Na Palavra de Deus, o único motivo legítimo...Para ler mais, clique aqui