L.: Lc. 24, 1-12 / 2 Co. 4, 1-16

T.: 2 Co. 4, 14

 

Queridos irmãos e irmãs,

Amados visitantes!

 

Hoje é o dia de Páscoa. Este dia é uma festa para a igreja cristã. A festa da vida. No dia da Páscoa a igreja comemora que Cristo venceu a morte: ele foi ressuscitado e está vivo até agora. A igreja espalha a luz de Cristo. O brilho da Páscoa se espalha num mundo que está em trevas, nas cidades assombradas; especialmente hoje em dia. Não é assim, irmãos? Nós vivemos numa situação em que a sombra da morte escureceu a vida de muitas pessoas. O mundo parou, as lojas estão fechadas, os hospitais estão cheios e as ruas estão desertas, as pessoas se esconderam em suas casas, pois estão com medo; o mundo está sendo aterrorizado pelo Corona Vírus. Mais de um milhão de pessoas já morreram no mundo inteiro por causa do vírus. O mundo está assombrado e muitas pessoas estão estressadas, oprimidas, perplexas, se sentem ameaçadas, e há pessoas que estão abatidas, deitadas na cama, com febre, tossindo e com problemas respiratórios, ansiosas, lutando pela vida.

 

Numa situação dessa, vamos ouvir o evangelho da boca do apóstolo Paulo, que também lutou pela sua vida. Ele sabe o que é sofrer. Ele sofreu muito, fisicamente e psicologicamente; esteve várias vezes à beira da morte, mas ele não perdeu o ânimo. O evangelho da Páscoa mudou a sua vida e fortaleceu a sua fé. Ele quer compartilhar isso conosco; ele quer que o evangelho da Páscoa mude a sua vida e fortaleça a sua fé. Ele não quer que fiquemos desanimados, mas que o evangelho da Páscoa nos anime e nos fortaleça neste período assombrado. Vamos ler a história dele, que encontramos em 2 Coríntios 4, 1-16 [leitura].

Um dos versículos mais importantes aqui é o versículo 14: Porque sabemos que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus dentre os mortos também nos ressuscitará com Jesus, e nos apresentará com vocês! Esse é o evangelho que deixou Paulo animado, e ele quer que nós sejamos assim também.

 

Tema: Paulo nos ensina que não devemos nos desanimar no dia da Páscoa.

  • A Páscoa mudou a fé de Paulo; (13)
  • A Páscoa mudou a vida de Paulo; (7-12)
  • A Páscoa mudou o futuro de Paulo (14);
  • A Páscoa muda também a nossa vida! (15)

 

Irmãos, irmãs, hoje temos tempo para pensar nas coisas que estão acontecendo. O mundo está parado, e nós também. Um momento de pausa, uma hora livre para assistir o culto online; um momento para meditar sobre o evangelho da Páscoa. A Páscoa tem a ver com a ressureição de Jesus Cristo! Por causa disso lemos o texto de Lucas 24, que fala sobre isso. Numa sexta-feira, Jesus morreu na cruz! Três dias depois, ele foi ressuscitado. Ele se levantou e apareceu aos seus discípulos. VIVO!...Para ler mais, clique aqui.

Domingo 20 CdH

 P.: 53. O que você crê sobre o Espírito Santo?

R.: Primeiro: creio que ele é verdadeiro e eterno Deus com o Pai e o Filho.

Segundo: que ele foi dado também a mim. Por uma verdadeira fé, ele me torna participante de Cristo e de todos os seus benefícios. Ele me fortalece e fica comigo para sempre.

 

Texto: Romanos 8, 9-11

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Pode um morto se levantar? A reposta é clara: não! Só se Deus quiser!  Também podemos perguntar: pode um homem que anda na carne, um homem que não é regenerado, agradar a Deus?  A resposta é clara: NÃO! Não pode. Só se Deus quiser; Só se o Espírito de Deus habitar nele.

Paulo fala neste capítulo 8 sobre dois caminhos: o caminho da carne e o caminho do Espírito; quem anda no caminho da carne, ele está no caminho do pecado; ele vive em pecado e não agrada a Deus. Ele não pode agradar a Deus, diz Paulo. Ele só pode agradar a Deus, se Deus quiser; só se for regenerado pelo Espírito de Deus; Paulo usa uma palavra bem forte aqui. Ele diz que o homem da carne está morto em pecado; ele deve ser renascido. Paulo até fala sobre uma ressurreição. Irresistível é a graça de Deus ao que está morto em pecado. Se Deus quiser, Ele vem com o seu Espírito poderoso e entra na nossa vida, porque quer habitar em nós.

Assim é a situação do crente. Paulo diz aos irmãos em Roma, mas indiretamente também a todos os verdadeiros crentes: “Mas vós não estais na carne, mas no Espírito, porque o Espírito de Deus habita em vós”. Assim é a situação na congregação de Cristo. E quando Paulo fala sobre o Espírito de Deus que habite em nós, ele também explica o que isso significa. Sobre isso fala o nosso sermão:

 

SE O ESPÍRITO DE DEUS HABITA EM VOCÊ: 

  • VOCÊ TEM A REMISSÃO DOS PECADOS; (Vs. 10)
  • VOCÊ TEM A RESSURREIÇÃO DO CORPO; (Vs. 11ª)
  • VOCÊ TEM A VIDA ETERNA; (Vs. 11b)

 

Se o Espírito de Deus habita em você, você tem a remissão dos pecados

Falando sobre o Espírito de Deus, devemos ter cuidado para não fazermos o mesmo erro que muitas pessoas fazem, quando falam sobre o Espírito Santo. Porque muitas pessoas falam sobre o Espírito Santo, pensando que nesta época é a época do Espírito Santo. Conforme aquelas pessoas, Deus se manifestou no antigo testamento como Pai; no Novo Testamento como Filho e depois Pentecostes como... Para ler mais, clique aqui.

Texto: Apocalipse 1, 7                    

Leitura: Lucas 24, 36-53; Domingo 18 CdH

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

 

Vou começar com uma pergunta. Uma pergunta simples.

ONDE está Cristo neste momento?

Pois é! Cristo está no céu. Quase todas as Igrejas Cristãs confessam isso.

Mas, agora, uma outra pergunta; uma pergunta mais complicada.

COMO Cristo está no céu?

Ele tem um corpo OU ele está lá sem corpo?

Há pessoas que dizem que Cristo está no céu SEM CORPO. Ele estaria lá em espírito. Estas pessoas dizem que Cristo se manifestou em espírito depois da sua ressurreição. Conforme estas pessoas, Cristo subiu ao céu EM ESPÍRITO, e Ele está lá EM ESPÍRITO, e Ele voltará EM ESPÍRITO.

As Igrejas Reformadas sempre lutaram contra esta ideia.

Lendo a Palavra de Deus, nós devemos confessar que Cristo nasceu e morreu; o corpo dele não estava mais no sepulcro, pois ele foi realmente ressuscitado; Ele se manifestou com SEU CORPO GLORIFICADO; e Ele subiu ao céu, com ESTE CORPO GLORIFICADO. Ele está lá COM SEU CORPO, QUE FOI CRUCIFICADO; e Ele vai voltar com este CORPO glorificado, que ainda tem as marcas da cruz.

A Bíblia nos ensina isso.

Vamos ler o evangelho de Lucas, no capítulo 24, 36-53; nesta parte Jesus se manifestou em meio a seus discípulos. E Ele lhes mostrou o seu corpo, que tinha, ainda, as marcas da cruz. Os discípulos reconheceram Jesus Cristo por causa das marcas da cruz! O corpo dele não era mais o corpo fraco, DE ANTES DA SUA MORTE; mas o corpo GLORIFICADO, depois do estado da morte. A aparência dele mudou, mas as marcas não. As marcas provaram que Jesus Cristo ressuscitou da morte. Era Ele mesmo... Para ler mais, clique aqui.

T.: Rom 8, 1-11

L.: Dom. 17 CdH

 

Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus,

 

Como será a nossa ressurreição?

Será da mesma maneira como nós acordamos de manhã?

Primeiramente o alarme toca: peeeh, peeeh, peeeh, peeeh.

Há um movimento na cama, debaixo dos lençóis;

Um braço aparece e desliga o som;

Depois volta pra baixo dos lençóis;

Cinco minutos depois disso o alarme toca de novo: peeeh, peeeh, peeeh.

E o mesmo ritual se repete.

Será que é assim, irmãos?

Existem pessoas que acordam dificilmente.

Será que eles acordarão da mesma maneira quando a última trombeta tocar?

 

Ou será que é assim: Um rapaz está no telefone e fala com a sua noiva;

Amor, amanhã chegarei na sua casa e vamos para um lugar bonito.

Vou chegar cedo e vou buzinar; você estará pronta?

Sim, meu amor, claro que estarei pronta. Pode contar comigo.

A noiva foi dormir, mas antes do sol nascer, ela já acordou e se preparou para sair logo quando o noivo chegasse em frente de sua casa.

 

É claro que o segundo exemplo está mais perto da nossa realidade, irmãos.

Cristo é o noivo que falou com a sua igreja e prometeu buscá-la.

A igreja vive nessa expectativa. Ela sabe que isso vai acontecer.

Ela está convencida disso, porque Cristo mesmo ressurgiu dos mortos e subiu ao céu

e recebeu todo poder para resolver todas as coisas, inclusive a nossa ressurreição.

 

O Catecismo fala sobre isso aqui em Domingo 17, quando fala sobre a ressurreição de Cristo. Ele começa com a pergunta: Que importância tem para nós a ressurreição de Cristo? Se eu fizesse a mesma pergunta a um de vocês, sem olhar para o Catecismo, com certeza a resposta seria: a ressurreição de Cristo é a nossa garantia de que nós também ressuscitaremos no... Para ler mais, clique aqui.

Domingo 16 CdH

P.: 40. Por que Cristo devia sofrer a morte?

R.: Porque a justiça e a verdade de Deus exigiam a morte do Filho de Deus. Não houve outro meio de pagar nossos pecados.

 

P.: 41. Por que ele foi “sepultado”?

R.: Para dar testemunho de que estava realmente morto.

 

P.: 42. Se Cristo morreu por nós, por que devemos nós morrer também?

R.: Nossa morte não é para pagar nossos pecados, mas somente significa que morremos para o pecado e que passamos para a vida eterna.

 

Leitura: Jonas 2

 

Queridos irmãos,

Quando era mais jovem, tive a oportunidade de visitar Roma, junto com os meus colegas do colégio. Uma cidade enorme, que tem muitas lembranças da época dos apóstolos. Pedro e Paulo. Visitamos o palácio do papa, O Vaticano, e um teatro antigo, onde muitos cristãos foram assassinados. Visitamos também túneis que ficam em baixo da terra, pois lá em baixo existem muitos corredores e catacumbas. Nós visitamos essas catacumbas para ver o maior cemitério do mundo. E nessas catacumbas foram sepultados os cristãos dos primeiros séculos da igreja cristã.

Com ajuda de um guia e algumas lâmpadas andamos pelos corredores escuros. Numa certa parte havia buracos nas paredes, lá eles sepultaram os corpos; lá não havia mais nenhum osso desses corpos, mas havia desenhos nas paredes. Desenhos antigos: o cordeiro com sete pães, e também um homem com um peixe grande, e este era repetido várias vezes. O guia disse: Esse desenho mostra o profeta Jonas com o peixe grande. Eles pintaram para mostrar a sua esperança para a vida eterna. Pois conheciam a Bíblia.

Na Bíblia encontramos essa história do profeta rebelde, que recusou ir à Nínive. Ele fugiu num barco, mas Deus o encontrou no alto mar e mandou uma tempestade. Parece que o profeta recebe a pena mortal... Para ler mais, clique aqui.

 

 

Domingo 11 CdH

P. 29. O nome de “Jesus” significa “Salvador”. Por que o Filho de Deus tem esse nome?
R.: Porque ele nos salva de todos os nossos pecados e porque em ninguém mais devemos buscar ou podemos encontrar salvação.

 

Texto: 1 Pedro 1, 1-21
Leitura: Domingo 11 CdH

 

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Lemos o primeiro capítulo da primeira carta de Pedro aos irmãos, que viviam em Ásia menor. E neste primeiro capítulo Pedro lhes oferece um resumo da Bíblia. Ele faz isso nos versículos 10-12:

“Foi a respeito desta salvação que os profetas indagaram e inquiriram, os quais profetizaram acerca da graça a vós outros destinada.
Investigando, atentamente, qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo e sobre as glórias que os seguiriam. A eles foi revelado que, não para si mesmos, mas para vós outros, ministravam as coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, coisas essas que anjos anelam perscrutar”.

A frase é longa e complicada, irmãos. Então vamos cortá-la e analisar: Pedro fala sobre as profecias do Antigo Testamento e sobre as pregações dos
Apóstolos do Novo Testamento. E ele mostra que ambos, tanto os profetas, como os apóstolos falaram sobre a mesma coisa: sobre O CRISTO. Sobre Cristo e sobre A NOSSA SALVAÇÃO. O Cristo Jesus veio para nos salvar! Este é o evangelho, que foi pregado desde o início. Esta é a mensagem principal da Bíblia.

Então chegamos a um ponto importante no nosso catecismo, quando ele começa a falar sobre Jesus Cristo. E logo, falando sobre o nome de Jesus, o
catecismo segue o ensino da Bíblia inteira que diz que Jesus Cristo é o nosso Salvador. E ele é um Salvador completo. Toda a sua vida foi dedicada a isso: à...Para ler mais, clique aqui.

T: 1 Tessalonicenses 4, 13-18

L: Domingo 19 CdH

             

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Hoje quero falar sobre a volta do Senhor. Quero falar sobre um detalhe que nos é revelado. Pois quando Jesus Cristo voltar ele levará todos os seus eleitos consigo. A Bíblia fala sobre este levantamento em 1 Ts. 4, 13-18 [Vamos ler este trecho].

Lendo esta parte, irmãos, podemos sentir que a congregação está abalada. Até um pouco decepcionada. A congregação tinha aceitado o evangelho com muita alegria. Paulo tinha lhes contado coisas maravilhosas! Ele tinha contado sobre Jesus Cristo; sobre a sua morte, e a sua ressurreição após isso. Jesus nasceu de novo e apareceu aos seus discípulos, e depois de 40 dias foi levado aos céus. Ele está LÁ agora, MAS ele irá voltar. Ele voltará para celebrar a vitória completa.

E, NESSE MOMENTO, todos os crentes receberão a vida eterna; depois disso esses nunca mais morrerão. Paulo tinha pregado sobre este futuro, e ele tinha dito que todos os irmãos deviam tomar cuidado e vigiar para estar prontos no dia em que Jesus Cristo voltasse; pois este momento poderia estar perto. Ninguém sabia quando o Senhor ia voltar. Poderia custar muito tempo, poderia ser amanhã; poderia ser hoje a noite, pois ele mesmo tinha dito que voltaria como um ladrão na noite. Num momento em que ninguém o esperava.

A congregação dos tessalonicenses acreditou em Paulo, e por causa disso estava muito ansiosa. CRISTO VIRIA! E no dia da sua volta tudo ia mudar. Toda a sua vida mudaria num momento só; toda a sua vida se tornaria uma vida eterna. Paulo lhes tinha dito! E eles acreditaram que toda a congregação iria experimentar isso. Mas passaram umas semanas,  ...Para ler mais, clique aqui.

Texto: Romanos 10: 8-10
Leitura: Romanos 10

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

Hoje é um dia especial. O dia em que comemoramos a Páscoa. Hoje celebramos que o nosso Senhor Jesus Cristo foi ressuscitado da morte. Na sexta-feira santa comemoramos que Jesus morreu na cruz, e que ele foi sepultado, mas hoje celebramos que Jesus foi ressuscitado e saiu do sepulcro, como já cantamos no início do nosso culto: Da sepultura saiu! Com triunfo e glória ressurgiu! Ressurgiu, vencendo a morte e o seu poder. Cristo venceu a morte, se levantou e se manifestou vivo aos seus discípulos.

A ressurreição de si mesmo foi o maior milagre de Cristo na sua vida aqui na terra. Ele fez muitos milagres, até ressurgiu outras pessoas da morte, e agora ele mesmo passou pelo vale da morte, e voltou vivo. Ele voltou para nos mostrar a vida. A vida do outro lado, nova, em glória, em vitória. Por causa disso o dia de Páscoa tem um sentido simbólico. Neste dia celebramos A VIDA NOVA que Cristo nos deu.

Por causa disso a igreja apontou este dia para os novatos fazer profissão de fé e para assumir a sua vida nova em Cristo. Neste dia de Páscoa os novatos foram batizados e isso queria dizer que eles estavam mortos em pecados, mas agora eles foram ressuscitados com Cristo. A vida nova com Cristo começou no dia de Páscoa. Então, irmãos, por causa disso decidir que a profissão de fé de nosso irmão (..........) será feita neste dia. (Pode colocar mais informações pessoais). E por causa disso ele vai fazer a sua profissão de fé hoje.

Quero falar um pouco mais sobre isso e por causa disso escolhi o seguinte texto, que encontramos em Romanos 10: 9...Para ler mais, clique aqui